jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O “affair” ônibus e a eleição em 2012
“Que gente ganaciosa. Querem tudo para eles. ”. Essa exclamação foi a que mais ouvi, ontem, em minhas incursões na praia nova e no supermercado. A TNSG não cometeu nenhuma ilegalidade. Pelo contrário. Disputou e venceu uma licitação. Garanto que no interior, as pessoas estão vibrando com vitória da TNSG. Esperam um melhor tratamento. Mas nessa ronha, acho que todos, mais cedo ou mais tarde perderão: GG, TNSG, PP e a população. Todos ao seu tempo. Não vou aqui fazer juízo jurídico, porque desconheço o processo. Mas politicamente, acho que a empresa poderia ter se resguardado. Trouxe todas as luzes para si. Sem necessidade alguma, pois certamente atuará com prejuízos econômicos, num primeiro momento e não creio que tenha feito isso com uso político. Pois se pensou em fazer, se deu mal. O maior prejudicado nisso tudo é o PP e seu possível candidato, que já sofria ataques vinculando uma candidatura com interesses pessoais e agora mais ainda. GG também acabará sucumbindo. Se intervier na licitação, atrairá contra si, à ira da família. Se não intervier, corre o risco de ter que se explicar no Ministério Público e até sofrer um processo de impeachment, caso aconteça a CPI que se avizinha e que por certo se fará necessária, caso se judicialize a disputa. Mas não esperem nada dos vereadores em geral, num primeiro momento. A maioria deles, não comprará uma briga dessa monta e pelo menos um terço é aliado político. Além disso, essa licitação beneficia as comunidades do interior. Penaliza o urbano? Sim, mas os empresários, que são grandes consumidores de passagens urbanas, jamais se revoltariam contra o capitalismo. Para mim, erraram. E feio. Se fossem outros, por certo não daria em nada. Mas como existe toda uma celeuma criada pelo dito monopólio, ainda dará muito pano para manga. A eleição já começou. E sem players, tende a diminuir o nível do debate. Só não vê quem não quer.

Dumping
Atendendo pedidos por e-mail, até para desfazer mal entendidos, Dumping, em bom português, é quando uma empresa avilta o preço de um determinado produto, com o intuito de “quebrar” a concorrência. No Brasil, é o CADE quem cuida desse assunto. Em processos licitatórios, é bem fácil de ser comprovado. Aliás, sobre o tema recomendo atenta leitura sobre as novas regras de direito econômico que estão na lei 12 529/11.

Tarifa Urbana
Por mais que se expliquem e se mostrem planilhas, não consigo compreender como um ônibus urbano venha a ter uma tarifa maior, que um rural. Ou uma ou a outra planilha, apresentam dados controversos. Ou, então, estamos diante do subsídio cruzado. Perfeitamente válido.

Limpeza Urbana
Fiquei impressionado, que em Gramado e arredores, não encontramos, todo momento, varredores de rua. Mas elas são extremamente limpas. O milagre? Educação. Ninguém as suja. Logo, menos gente para limpar. Igualzinho aqui.

Internet Livre!
Só agora o capitalismo se deu conta de que a internet é revolucionária. O SOPA e o PIPA, bem como as recentes tentativas em punir quem compartilha, é o exemplo mais claro de que perdem a cada dia o controle. Por isso China e Cuba, controlam tanto. Fechar sites é como queimar livros. Pretendem com isso, trazer de volta a Inquisição. Mas não vão levar.

Frase
Em tempos bicudos e de pouca sensibilidade, uma frase pinçada em um discurso de formatura que proferi em 2002: “... que sejamos complacentes com as pessoas que aceitaram muitos favores e ostentam um sorriso pela metade, porque elas têm a alma triste, e descobriram que só as pessoas independentes podem ser completamente sinceras.”

Cultura
Não podemos confundir cultura com consumismo. O BBB é o porão do mau gosto. Nada pode ser pior. O entretenimento hoje tem como público principal, pessoas que não querem e não gostam de ler, e se contentam em ver cenas mais do que lamentáveis. Uma pena. Mas essa é a nossa mais triste realidade. O fim dos tempos será um BBB, com jogadores de futebol, lutadores de UFC, uma dúzia de piriguetes-socialaites, música do Telló de fundo e uma dose de cianureto, pois o suicídio passa a ser um dever.

Dilma
Com uma aprovação de mais de 92% de sua gestão, a presidente supera o seu antecessor e demonstra que soube combater as crises, e principalmente, ser chefe de estado e chefe de governo.

Fórum Social
Estarei nessa semana acompanhando de perto o Fórum. Muitos intelectuais estarão presentes, em especial o Prof. Boaventura de Souza Santos.

Nenhum comentário: