jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

METASSOCIAL


Impasse
Terça-Feira, 1º de Novembro, 20h, no Centro de Inovação Social (metassocial)
Rua Quinze de Novembro, 931 - Centro - Cachoeira do Sul
Entrada totalmente grátis

Você pode assistir o filme online através da plataforma "Filmes que voam".

Link
http://cinezine.com.br/atividades/cineclube-apresenta-o-documentario-impasse-para-debater-mobilidade-urbana/

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

Homofobia, racismo e sexismo
Será que se fossem duas mulheres se beijando a foto do JP causaria tanta revolta? E se fossem dois homens negros se beijando, não colocariam fogo na redação? Na verdade, toda a polêmica reacionária e desproporcional acontecida na semana passada, em razão da matéria, me fez desdobrar o assunto em mais dois temas. Quem tem apenas um olho percebe que os relacionamentos pessoais mudaram. É normal e muito comum vermos casais de meninos e casais de meninas juntas. Até podemos discordar da preferência, mas nunca, em nenhuma hipótese, sermos racionais. Mas é claro que no âmago, os indivíduos em sua maioria detestam os gueis, são racistas e ainda por cima machistas, tanto os homens como as mulheres. O homossexualismo ainda é tratado como uma perversão, uma falta de caráter e em alguns casos até como coisa do demônio. Mas isso faz parte da ignorância (no bom sentido) em relação ao assunto. O que se tem que ter claro é que, embora sejamos preconceituosos, também se sofre o preconceito em sê-lo, ou seja, há na verdade um preconceito subliminar, adormecido, que transcende e aparece quando se escancaram situações como o beijo ou uma política de cotas. Agora, concordo plenamente que aqueles que estão preocupados em explicar essas situações para os seus filhos, antes de fazê-lo, estudem e aprendam para não disseminarem mais ódio e ignorância entre a sociedade.

JOG
Ouvi de um amigo comum que o deputado federal pepista pensa sim em concorrer a prefeito de nossa cidade e estaria apenas esperando o arquivamento da investigação no STF, que ao que parece está próximo. Por isso que Pipa Germanos entrou mudo e saiu calado da festa semanas atrás. Está em stand by.
Festival de Bandas
O domingo ajudou, mas o evento, que já está em sua quinta edição, coordenado pelo meu amigo Simonetti, é sim um sucesso e demonstra, mais uma vez, que a população prestigia toda e qualquer manifestação cultural de qualidade. Sejam bandas, carnavais ou nativistas.

Morbidez
Impressionante como teve gente que vibrou com a notícia de que Lula está com câncer. Quanto ódio. O pior de tudo é que só mesmo o câncer pode tirar a vitória das esquerdas em 2014, pois a incompetência política e a “fome” por cargos reina dentre os golpistas.

Contracultura
Pois é, os coletivos cachoeirenses têm dado mostras de seu poder e da desnecessidade de se depender do establishment para algumas coisas. Daqui a alguns dias teremos por aqui uma casa que certamente sacudirá com a cidade. Guardem esse nome: Metassocial.

Grêmio
Uma foca amestrada, sem sentimentos, jamais se perturbaria com o clima hostil do jogo? Sim, se perturbou. Nota triste a reportagem do “Amigão”. Vitória do caráter contra o mau-caratismo. Pronto. Falei.

Cidadãos atônitos
Por certo que é dever da imprensa informar e denunciar todos os atos de corrupção desse país. No entanto, o que me preocupa é que, caindo o ministro, por exemplo, a mesma imprensa se cala. A partir daí, começa a prestar um desserviço à democracia e deixa todos atônitos e sem informações.

Acessibilidade
Uma cidade que se pretenda moderna e contemporânea precisa sim criar uma política de acessibilidade mais racional. Fiquei impressionado com a deselegância de um comerciante com as dificuldades de um cadeirante dentro do seu estabelecimento. Eu perdi as estribeiras e acabei xingando o imbecil. Lamentável.

Vox
Recebi o convite para o lançamento da nova revista cultural do estado. A Secretaria Estadual da Cultura e o Instituto Estadual do Livro (IEL), em parceria com a Corag, lançam no dia 1º de novembro a revista Vox, que será trimestral e terá como foco a literatura.

domingo, 30 de outubro de 2011

FESTIVAL DE BANDAS MARCIAIS DE CACHOEIRA DO SUL


Evento cachoeirense chega a sua 5ª edição com 18 grupos participantes.
18 bandas marciais vindas de municípios de todo o Rio Grande do Sul participarão no próximo dia 30 de outubro do 5º Festival Estadual de Bandas Marciais de Cachoeira do Sul. Os desfiles acontecerão no Paço Municipal, em frente à Catedral da Conceição. De Cachoeira serão três bandas participantes: Instituto de Educação João Neves da Fontoura, Escola Municipal Baltazar de Bem e Banda Gonçalvense.

De acordo com o organizador do festival, radialista Carlos Simonetti, com média de 50 participantes por banda, o evento terá um total de 800 músicos. Cada banda terá 20 minutos para se apresentar com músicas de sua escolha. A atividade é promovida pela Banda Marcial Gonçalvense em comemoração aos 46 anos da Rádio Fandango AM e conta com o apoio da Prefeitura Municipal, 24ª Coordenadoria Regional da Educação e Fenarroz.

MEMÓRIA - Simonetti lembra que a primeira edição do evento contou com quatro bandas. “Nesta edição temos 18 bandas confirmadas e ainda há mais seis na lista de espera”, salienta. Segundo o radialista, os músicos se apresentarão voluntariamente, ficando a Prefeitura comprometida em garantir o almoço para todos os participantes. O custo é de cerca de R$ 17 mil em arquibancada, almoços, sonorização e banheiros químicos. O festival não terá premiação, e sim um troféu de participação.

PARA SABER MAIS
As bandas e cidades confirmadas
> Banda Marcial Erni Fauth, de Brochier
> Banda Marcial Catarina Bridi, de Ibarama
> Banda Marcial Cônego Afonso Scherer, de Santa Maria do Herval
> Banda Marcial Marquês D´Alegrete, Alegrete
> Banda Marcial Mirim França Pinto, Rio Grande
> Banda Marcial da Escola Olavo Bilac, Santana do Livramento
> Banda Marcial Cepala, Cacequi
> Banda Marcial Leões do Libia, Rio Grande
> Banda Musical Professor Danilo Chisini, Garibaldi
> Banda Marcial Instituto Sapiranga, Sapiranga
> Banda Marcial Escola Santa Cruz, Santa Cruz do Sul
> Banda Marcial Amadeo Rossi, São Leopoldo
> Banda Marcial do Sesi, Santa Cruz do Sul
> Banda Marcial dos Tigres, Arroio do Tigre
> Banda Marcial Gonçalvense, Cachoeira do Sul
> Banda Marcial Fortaleza, Rio Pardo
> Banda Marcial Escola Baltazar, Cachoeira do Sul
> Banda Marcial João Neves, Cachoeira do Sul

ATENÇÃO
Em caso de chuva o evento acontecerá pelo mesmo cronograma no Ginásio da Fenarroz.

Os números

>> 18 bandas
>> 800 músicos
>> Custo do evento em torno de R$ 17 mil
>> Serão mais de 750 almoços oferecidos pela Prefeitura
>> R$ 6 mil é o custo das arquibancadas locadas, com 1,5 mil lugares
>> A Prefeitura disponibilizou R$ 10 mil

Fonte: Elisandra Martins, Jornal do Povo

terça-feira, 25 de outubro de 2011

PLACAR DA CORSAN

Quando escuto pessoas falando mal de minas colunas, mais agradeço. Porque isso significa que tenho a cada dia mais leitores e por certo, isso incomoda. Ontem, escrevi no jornal e no twitter, que Cleber Cardoso (ex-DEM e agora PDT), mudaria a sua posição histórica, contra a CORSAN, e votaria a favor do governo, autorizando o executivo a firmar o novo programa. Dito e feito.

Escrever, não significa apenas reproduzir informações. Mas antes de tudo, interpretar sinais. E isso não é nada fácil.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

A LEI SECA NÃO VALE POR AQUI?
Está na hora da Brigada Militar, Ministério Público e Conselho Tutelar, e principalmente, as famílias, tomarem medidas mais drásticas no combate ao binômio álcool e direção em Cachoeira do Sul. No sábado e no domingo me espantei com a quantidade de adolescentes bebendo pelas ruas, tranquilamente. E o que é pior, muitos dirigindo seus automóveis. Todos aqueles carros que ficam estacionados na rua sete de setembro, com imensos isopores de cerveja nos seus porta-malas, nunca mais saem dali? Quem dirige aquele veículo, quando ele dali sai? Sim, quem os dirige, são os jovens que passaram a tarde e a noite ali bebendo. Mas onde estão as nossas autoridades constituídas? Quantos acidentes e quantas vidas serão perdidas, até que se tomem providências para inibir-se o uso do álcool, concomitantemente com a direção? O projeto BALADA SEGURA, já aplicado em POA, tem dado resultados significativos. Ali pelas bandas da cidade baixa, é cada vez maior o número de pessoas caminhando ao invés de usarem o seu veículo. Se dirigir, não beba, não faz parte de uma peça publicitária sem lógica alguma. É um aviso. E muito me admiram os pais, emprestarem seus veículos a quem não tem habilitação, para dirigirem e beberem. Aliás, esses devem ser os mesmos cidadãos que bradam contra a corrupção e contra os políticos. Mas o exemplo deve vir de casa. Fica o recado.

#AGUAPUBLICA
Hoje à noite os vereadores decidem os rumos do saneamento em nossa cidade. É hora de todos ficarem atentos para a postura que cada um irá tomar. Depois não adianta, se queixar. Eu, particularmente, defendo que o controle deva ser público. E você?

PALMAS PARA A MORTE
Realmente a pós modernidade veio acompanhada da ode a barbárie. Fico chocado em ver as pessoas comemorando a execução de Muamar Khadafi. O assassinato do ditador justifica por si, todos os atos bárbaros que ele cometeu. Portanto, quem é o bandido?

CORRUPÇÃO E IMPRENSA
A imprensa cumpre um grande papel no combate a corrupção. Exagera? Sim, algumas vezes. Mas isso nunca pode servir de justificativa, para calar-lhe. A corrupção é uma praga, que não começa com os políticos, mas em nossas casas, com os pequenos desvios éticos de conduta. Pense nisso.

O QUE É SER UM BOM POLÍTICO?
Hoje é quase impossível. Primeiro, porque todo aquele que ingressa na carreira pública, passa a ter a presunção de culpabilidade. Em segundo lugar, só terá sucesso se atender as expectativas da população, que em sua maioria, quer sim, um pequeno favor ou atendimento a algum interesse. Portanto, a tarefa é hercúlea.

CORSAN
Interessante será ver o vereador do PDT, defendendo a renovação do contrato com a CORSAN. Não terá escolha. Ou isso, ou colocará Marlon e seu novo partido em maus lençóis. O mesmo acontecerá com os vereadores do PP, que não podem mudar de posição, sob pena de colocarem seu ex-prefeito em uma posição jurídica desconfortável.

CULTURA E PATRIMÔNIO
Impressionante como algumas pessoas irritam-se contra a preservação histórica. Será que não sabem que a preservação é um atributo do direito ambiental? E portanto, legalmente precisa ser realizada? No entanto, já encontrei muitos desses que criticam, em viagens culturais. Quanta incoerência.

VIGÍLIA
Problemas como o que aconteceram este ano, não devem se repetir na próxima edição. No sábado, um grupo de nativistas e um representante da SETUR/RS já começaram uma articulação para que o próximo evento tenha recursos estaduais.

CAVALGADA CONTRA A IMPUNIDADE
Gauchada de Lavras do Sul e de Cachoeira do Sul iniciaram um processo de mobilização, para juntarem cinco mil cavaleiros e irem até Brasília, entregarem um manifesto para a Presidente Dilma, pedindo providências quanto à falta de agilidade das autoridades em punirem os responsáveis por desvios de dinheiro público. Tudo para a educação e nada para a corrupção. Esse será o lema.

FEIRA DO LIVRO EM POA
Começa dia 28, sexta agora, uma feira em praça nova. Além dos ilhares de livros a disposição, diversos intelectuais, de renome mundial, se farão presentes. Eu, em particular, não perderei Tariq Ali e Eric Mcluhan, os dois no encerramento, no dia 15 de Novembro. Imperdíveis.

domingo, 23 de outubro de 2011

INSTITUTO BELA VISTA DE EDUCAÇÃO


Matéria de ZH dominical ( 23.10.2011), publicada na página 25, sobre o ciclo de cinema e psicanálise, desenvolvido pelo INSTITUTO BELA VISTA DE EDUCAÇÃO - IBVE e a SIGMUND FREUD ASSOCIAÇÃO PSICANALÍTICA. Essa é uma atividade que corre em paralelo ao curso de Pós-Graduação em FILOSOFIA DA PSICANÁLISE, que acontece na Associação, promovido pelo IBVE.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

O QUADRO ELEITORAL EM 2012
Com um razoável índice de rejeição, como apontam as últimas pesquisas, o candidato preferido do PP precisa reequacionar a disputa e em especial o quadro de candidatos. Ao invés de montar uma grande coligação, como costumeiramente fazem, será necessário para vencer, que a disputa apresente ao menos cinco candidatos. Com isso, o seu percentual de intenções poderia favorecê-lo, ou ao menos equilibrar o processo, e os índices de rejeição se diluiriam. Para tanto, precisará fomentar, em seus antigos aliados, que os mesmos apresentem candidaturas a eleição majoritária. Mas o grande problema será o financeiro, pois uma eleição aqui em nossa cidade custa muito caro, se organizada nos moldes tradicionais. Por outro lado, um grande número de candidatos, acaba por favorecer o surgimento de candidaturas alternativas, pois sem um grande favorito, em tese, todos podem vencer a disputa. Ao que parece, a eleição que antes se previa com no máximo três candidaturas, será como a de 1996, com uma grande quantidade de opções, tornando-se com isso, os apoios externos e sociais uma ferramenta indispensável para quem quiser vencer o pleito.

BOAS NOTÍCIAS
Lá pelo paço a SMIC e a STAS andam trabalhando a todo o vapor. Dentro da SMIC há um processo acelerado de implantação da retroárea do porto, para a instalação imediata de duas indústrias. Na STAS o início do loteamento do minha casa minha vida 2, com a previsão de construção de 600 casas. E ainda teremos a implantação do campus avançado do IFSUL. Ronaldo Tonet e equipe, fazendo a sua parte.

TNSG
Com certeza que um dos pontos de maior discussão nas próximas eleições, será a modalidade de licitação para a concessão do serviço de ônibus. Só espero que esteja não seja o único assunto a balizar candidaturas, pois nossa cidade tem outras demandas importantes para o debate.

VENDA DE LIXO
Uma pena que nossas empresas e em especial os órgãos públicos federais, não doem seu lixo reciclável a Cooperativa de Catadores. O que é pior, no entanto, é que muitos vendem o resíduo no intuito de auferir lucros. Só espero que isso não ocorra dentro de órgãos governamentais.

EMPRETEC
O cachoeirense Diego Félix participou do EMPRETEC, seminário oferecido pelo SEBRAE. Ali foi proposto o desafio de desenvolver um produto e depois comercializá-lo. E ele foi o grande vencedor. Desenvolveu o CAJÓN, que é um instrumento de percussão com origem no Peru colonial. Agora, está com o produto no mercado. Sucesso a ele!

CÂMARA DE VEREADORES
Tenho notado uma preocupação justa e correta dos vereadores para com os CCs do executivo. Poderiam fazer a lição de casa e acabar de vez com todos os CCs. Concurso já, para Jornalista e Procurador da Câmara, com isso acaba-se de vez, com a troca de favores nas eleições anuais para a mesa diretora.

DISCOTECA PÚBLICA
Achei sensacional a idéia do Jornalista Alessandro Ferrony em bolar um projeto para a criação de uma discoteca pública em nossa cidade. Gostei também do seu despreendimento em já doar o seu acervo pessoal e em especial do nome sugerido: João Roberto Homrich.

JOG
Gostem ou não, o deputado federal José Otávio Germano, na semana passada, deu uma forte demonstração que ainda é o maior líder político dessa cidade e que é muito maior que o seu partido na cidade.

FEIRA 2012
Os organizadores da feira, quando foi entregue a petição pública em prol do nome de Adão Iturrusgarai para patrono da Feira do Livro, disseram que findada a Feira desse ano, seria anunciado o nome para o ano seguinte. Como até onde sei, nenhum outro nome foi sugerido, aguarda-se com expectativa a decisão.

COPA DAS CONFEDERAÇÕES
POA e o RS foram enganados pelo Internacional. Prometeu entregar um estádio pronto em 2013 e agora se vê enrolado em cláusulas contratuais. Gostaria de saber quem arcará com os prejuízos daqueles que investiram, esperando a dita competição?

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

ADÃO PATRÃO


No início do ano, um grupo de pessoas resolveu lançar um dos maiores cartunistas do Brasil e natural de Cachoeira do Sul, como patrono da Feira do Livro. O nome dele é Adão Iturrusgarai, o Adãozinho. Pessoa muito querida para os seus contemporâneos e alguém que atravessou a Ponte do Fandango e fez sucesso mundial, usando apenas a sua inteligência. Essa foi a primeira vez, que a sociedade civil organizou-se e apresentou um nome para ser patrono da feira, através de uma petição pública, que colheu assinaturas de intelectuais locais, estaduais e inclusive nacionais.

Muitos foram os interesses que moveram aquelas pessoas; nenhum de interesse econômico ou de figurar na mídia. Mas por certo que o maior deles, foi o de homenagear um intelectual com raízes locais e que possibilitasse mexer um pouco com a estrutura conservadora, não só do evento, mas principalmente da cidade. Claro, que naquele momento, foram informados, que um nome para a feira de 2011 já estava escolhido. Não havia outra escolha, qual não fosse a de aceitar. Mas deixaram claro que mobilizar-se-iam para a Feira de 2012, com ações virtuais e até presenciais, durante a edição desse ano.

Nesse período, matérias em jornais circularam. Mas muitas vozes, como não poderia deixar de acontecer, manifestaram a sua contrariedade, classificando a obra do Adãozinho como pornográfica. O grupo, no entanto, agregou novos parceiros e a mobilização continua acontecendo, principalmente na esfera privada, através do contato direto com as pessoas.

Particularmente, tenho a convicção que o staff do Núcleo de Cultura Municipal, não dará as costas a essa indicação, que antes de ser representativa em número, é representativa do ponto de vista da qualidade intelectual dos signátários e de sua representação na sociedade. Seria uma lástima, que o preconceito ou o simples desafio de uma indicação da sociedade, vencesse a modernidade e em especial a capacidade de indignação que sempre deve mover os intelectuais .Por isso, quando virem no twitter a hashtag #ADÃOPATRÃO, saberão que a luta ainda continua.

FEIRA DO LIVRO ANARQUISTA

2ª FEIRA DO LIVRO ANARQUISTA DE PORTO ALEGRE

Nos dias 11, 12, 13 e 14 de Novembro, acontecerá em Porto Alegre a tão esperada 2ª Feira do Livro Anarquista!

O evento, como no ano passado, será marcado por bate papos, oficinas, livros, zines, filmes, intervenções, contatos e amizades, enfim, vivências em geral que tanto contribuem para a nossa aproximação enquanto anarquistas.

A Feira acontece paralelamente à feira institucional do livro aqui da cidade. A idéia é aproveitar a atmosfera literária com o intuito de divulgar e aproximar mais pessoas das idéias anarquistas, apresentando o anarquismo como uma alternativa real ao capitalismo, suas crises e suas guerras.

Este ano também estará acontecendo, nas noites do evento, o Dissidência MuzikFesto, um festival com bandas de várias partes do brasil, e também bandas locais.

Convidamos todOs a virem à Feira; participando, fomentando afinidades, celebrando a resistência e a história de luta anarquista global!

Comissão de Organização da 2ª Feira do Livro Anarquista

Para mais infos, cheque flapoa.deriva.com.br
ou entre em contato através do endereço 2flapoa[a]libertar.se

Locais:
Livros e atividades ao ar livre: Travessa Venezianos das 14h até as 20h
Oficinas: Moinho Negro (Rua Marcilio Dias 1463 (veja no site oficinas e horários)

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

A direita (re) organizada
Enquanto o PT, até então o partido hegemônico da esquerda local, derruba pontes e afasta aliados, a direita local, silenciosamente, se organiza. Não enquanto partido constituído apenas, mas, em especial, ocupando espaços. Assim age em relação ao referendo, assim tentou e tenta fazer em relação à UFSM, com o debate sobre a água e alguns outros temas que permeiam a nossa cidade. Recria um discurso, cria novos personagens, mas por trás estão aqueles que sempre defenderam o pensamento conservador de nossa cidade. E, diga-se de passagem, nenhum pecado há nisso. Pelo contrário, é salutar a diversidade. Com o advento das filiações, percebemos que o PP, por exemplo, cooptou alguns jovens, tentando se mostrar rejuvenescido. Nos demais, o grande contingente de novas filiações é de pessoas que por muito tempo militaram no antigo PDS, defenderam a candidatura de Serra e hoje se abrigam em legendas que nacionalmente estão comprometidas com um projeto progressista. Também aqui, nenhum senão, salvo, de longe, perceber esses movimentos e entender por que de uma hora para outra atacam GG e seus projetos, como a UPA e a UFSM, ou então ataques desproporcionais contra a Saúde, que ao meu juízo, dentro do próprio período do Executivo, melhorou em muito com a simples troca de secretários. Espero, sinceramente, no entanto, que a discussão eleitoral do próximo ano se dê em cima de projetos reais e de futuro para essa cidade, e não apenas em discussões personalistas e de ataques rasteiros e oportunistas, como vimos em 2008. Muito embora ainda ache, cada vez mais, que quem fará a diferença, serão as ações que prescindam do status quo constituído.

Você faz a diferença
Um plano de governo se copia. Uma estratégia ou uma nova estrutura você a constrói em cima de modelos. No entanto, uma cidade só se desenvolve se houver pessoas com capacidade de criar grupos autônomos, calcados em valores culturais e desprovidos de interesses econômico-pessoais. Pense nisso.

Vestibular da Uergs
O vestibular 2012 da unidade local terá como novidade o vestibular para o curso de Administração. Uma luta antiga do Coletivo Universidade Pública. Agora, a unidade projeta crescimento, fortalecendo os cursos tecnológicos e avançando em direção ao curso de Agronomia, que deverá ser a próxima novidade.

Adão patrono
O movimento para que o Adãozinho seja o próximo patrono da Feira do Livro rompeu as barreiras regionais. São dezenas de e-mails diários e centenas de twittes recebidos por aqueles que defendem a indicação. Os organizadores podem dar um passo significativamente grande trazendo uma estrela nacional, filho dessa terra, para a próxima edição. E fazendo da nossa feira, uma feira com mídia nacional. Basta coragem e desprendimento.

Recilcar é preciso
JP está com uma bonita campanha educacional nesse sentido. Mas precisamos fazer mais. E cada um a sua parte. Diminuir a quantidade de resíduos é economia para os nossos combalidos cofres municipais. Amanhã recebo em minha aula na Uergs a Cooperativa dos Catadores. Informar e educar ainda são a melhor saída.

Meu pai
Hoje faz exatamente 10 anos que perdi meu pai. Um dia depois de seu aniversário. Parece que foi ontem. Perdoem-me o tópico, mas foi ele quem sempre me incentivou a escrever e era para ele que sempre mostrava, em primeiro lugar, meus artigos. E dele que recebia a primeira crítica. E a saudade me deu vontade de escrever um pouquinho sobre ele.

Judiciário
Sem dúvida o poder mais autoritário da República. Também o menos transparente e que repisa em seu conceito, o pensamento conservador nacional. Quando luta e reluta para que o CNJ não possa investigar os juízes, quer manter-se impune. Mas esperar o que, se a corte suprema possui mais de três mil funcionários, sendo nove higienistas bucais e mais de uma dezena cuja única função é segurar a cadeira do ministro para este sentar?

terça-feira, 4 de outubro de 2011

E A LIBERDADE DE EXPRESSÃO?


Parece que no município de Restinga Sêca impera a lei do silêncio. Criticado por um colunista do Jornal Tribuna de Restinga, o senhor prefeito, Tarcizo Bolzan, rebateu as críticas e, quando o colunista ofereceria a tréplica, isto é, a sua resposta às "informações" concedidas pelo prefeito, a coluna foi proibida pelo jornal (motivo: a prefeitura ameaçou cancelar, como instituição e como empregadora, a sua assinatura do referido jornal, assim como a assinatura de todos funcionários ). Resultado, o responsável pelo jornal "proibiu" a coluna.

Está comigo a cópia do ofício e a tréplica do colunista. Lamentável.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

Por que mesmo precisamos dos políticos?
Se vocês prestarem atenção, podemos quase que afirmar que as grandes conquistas para a cidade vieram da sociedade (des)organizada. Foi assim com a Ulbra, a Uergs, a UAB e agora com a UFSM. Claro que umas, mais do que as outras, tiveram um maior ou menor apoio dos governos. Mas nenhuma dessas iniciativas foi gestada no coração do governo. Nem a UAB. Quero dizer com isso que os nossos governos nos últimos 20 anos têm sido um mero carimbador de recursos, e nunca uma usina de ideias. Isso se dá por uma razão muito simples: nossos políticos têm um horizonte limitado e os seus projetos quase sempre são apenas para os seus mandatos. Mas por que não fazemos mais? Bem, entra aí um outro fator. A baixa estima do cachoeirense. Contenta-se com muito pouco e espera tudo dos políticos. Um amigo meu esses dias foi até a minha casa e teve a capacidade de me chamar de louco por ainda não ter me mudado daqui, justificando a sua argumentação pelos negócios que tenho na capital. Disse-lhe que ganho meu dinheiro lá, mas procuro gastá-lo aqui. Quero os meus filhos aqui, com qualidade de vida, e faço a minha parte participando de alguns coletivos e emprestando um pouco do que sei ao ensino por aqui. Se todos que pudessem fizessem um pouco, por certo que a pauta em 2012 seria outra e jamais discutiríamos quantos vereadores precisaríamos, pois não precisaríamos de nenhum. Autogestão e liberdade são pressupostos para uma sociedade autônoma e, com isso, diminuiríamos cada vez mais o número de parasitas que vivem às nossas custas. Pois é, minhas conversas com outro amigo, o Tiago, estão me deixando um pouco mais anarquista. Fiquei preocupado.

Direita organizada
Apostando nos jovens para dar uma nova cara a algumas ideias retrógradas, a direita local se organiza e se infiltra em muitos partidos. É só olhar a nominata dos novos filiados. Quem são, de onde vêm e quem apoiaram nas eleições presidenciais. Virão com força total no ano que vem.

O voto da juventude
Por onde ando escuto a mesma coisa da maioria dos nossos jovens: no ano que vem vou anular meu voto. Aliás, quem pretende angariar esses votos no ano que vem não se iluda. Vai se decepcionar.
Feira do Livro
Nesse fim de semana começa a feira aqui em Cachoeira. Importante a participação de todos. E não apenas para comprar, mas para se apropriar um pouco da cultura que invade a praça. Imperdível.

Troca de vinil
Nos dias 8 e 9 de outubro, no espaço do Cicloativado, ali no quiosque da Praça Bonifácio, haverá uma feira de troca de vinis. Serão também aceitos descartes de vinis para que se dê o destino adequado. A Associação Cachoeirense do Rock, assim como o coletivo, são os apoiadores. Ah, e não esqueça, deixe o carro em casa e vá de bike!

Cooperativa de catadores
Você que em casa separa o seu lixo, ajude o Município a economizar. Entregue o seu lixo seco diretamente aos cooperativados. Entre em contato com a Maria Helena, lá na Rua Tiradentes, e agende o seu recolhimento. O meio ambiente agradece.

Marlon
O deputado pedetista está preocupado com 2012. Prefere não concorrer, mas tem dito a amigos próximos que não permitirá que Pipa Germanos seja prefeito de novo e, se for preciso, então, irá para o embate.

Beira-rio
Para tirar a Arena do Grêmio do páreo, o Inter prometeu reformar seu estádio com recursos próprios. Custaria R$ 150 milhões, sendo R$ 40 milhões dos Eucaliptos e 110 camarotes a R$ 1 milhão cada. Ingenuidade ou malandragem? Agora empurraram para uma construtora, mas na verdade estão de olho no BNDES. Irresponsáveis. Isso é o mínimo.

Patrimônio histórico
Só para saberem. Um dos melhores cursos de arquitetura da capital e do país tem como objeto de estudo a nossa cidade e a visita anualmente. E ainda ouço pessoas clamando pela construção de torres de vidro. Uma pena. Se morassem em Veneza, desmanchariam as casas velhas e construiriam um porto e um grande shopping.