jmahfus@hotmail.com

domingo, 30 de novembro de 2008

DOS AMIGOS EM GERAL

( Este texto foi publicado originalmente no JP no dia 24/11/08 )
Estava a pensar sobre o que escrever para vocês. Pensei em escrever sobre as eleições municipais. Até porque, como já se passaram alguns dias, uma análise mais consistente poderia ser feita. No entanto, não me deu vontade de pensar. São tantas as razões que levam a uma vitória e a uma derrota que certamente não teria espaço suficiente para escrever.
Assisti uma entrevista na qual um político revelava as suas inquietações sobre o pleito que terminava e resolvi escrever esta coluna. Ele falava e reclamava dos chamados amigos. Dizia ele que aqueles que você pensa que são seus amigos, nem sempre o são verdadeiros amigos. Isso vale na esfera partidária como também na esfera social. Aliás, se engana quem pensa que pode contar com estes votos. Na maior parte das vezes, sempre te darão uma desculpa para em ti não votar. Ou é o seu companheiro de chapa, ou o candidato a vereador de seu partido, ou o jingle, ou seja lá o que for. O certo é que ele não irá votar em você de jeito nenhum.
Salientou que também existem aqueles amigos que se somem. Não sei se tem medo de que você possua uma doença contagiosa ou que você venha a lhes pedir dinheiro emprestado. Ou talvez até o voto. Mas o certo é que eles desaparecem. Não são capazes de te ligar para desejar boa sorte, com medo que você venha a lhes pedir qualquer favor. Então indagou o entrevistador: e depois das eleições eles aparecem? Talvez apenas se você tivesse sido vencedor, disse o entrevistado. Pois se você perdeu, por um bom tempo continuarão desaparecidos, como referendando sua afirmação anterior.
Comigo ao menos, se deu o contrário. Reencontrei velhos amigos. Um deles até escreveu em sua crônica semanal porque entendia que eu não saía derrotado, fazendo menção ao tempo que éramos mais jovens. Recebi a sua cordial visita na semana que passou e a devida reprimenda para que continuássemos amigos. Acho que a política é assim. Ou ela torna-se, de uma vez, a arte de fazermos e mantermos os amigos, ou deixa, definitivamente de valer a pena. Ao amigo Buti, que teve um ano por demais difícil, a certeza que só a justiça divina é quem definitivamente condena e que a chegada da Maria Clara é a certeza de dias melhores. Escrevi e assino embaixo.

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

TRANSIÇÃO

É muita conversa fiada na tal de transição. Até onde aprendi, ela não é obrigatória e sim um gesto de cortesia. Formam-se duas comissões e a do governo eleito requer informações. Apenas informações. Administrar, apenas depois da posse.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

AULA MAGNA


Com muita honra estaremos recebendo para proferir a aula magna do curso de Pós em Gestão Pública, o Prof. Dr. Carlos Alberto Callegaro, Reitor da UERGS. Será, sem dúvida, um sucesso.

domingo, 23 de novembro de 2008

AMÉRICA DO SUL


Foi um sucesso a aula inaugural do pós em Gestão Pública promovido pela América do Sul. Aliás, a instituição está aceitando a inscrição de pessoas sem ensino superior, para assistirem as aulas como alunos ouvintes. Mais uma inovação de quem veio para mudar o ensino superior em nossa cidade. Em breve, mais novidades.

CONCURSADOS

Estou tendo alucinações, ou o Prefeito eleito não quer mais saber dos concursados? Agora prefere CCs?

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

MAHFUS IMÓVEIS


A Mahfus Imóveis é um empreendimento 100% cachoeirense. Prioriza o seu cliente, dando-lhe um tratamento diferenciado e uma assessoria jurídica qualificadíssima. Comprar imóveis é hoje, o melhor negócio. Faça uma visita e comprove. O endereço é na Julio de Castilhos, bem em frente ao SENAC.

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

AMÉRICA DO SUL


Iniciam-se neste Sábado, dia 22 de Novembro, as aulas do Curso de Pós em Gestão Pública da Faculdadde América do Sul. As aulas serão no SINDILOJAS em Cachoeira do Sul. Serão aceitas inscrições até o dia 29 de novembro de 2008.

PILANTROPIA

O presidente do Congresso Senador Garibaldi Alves, em um ato de coragem, devolveu a Presidência da República a MP 446 que distribuia certificados de filantropia a contumazes devedores do fisco. O governo disse que iria reagir a medida. Veremos.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

PT

Os autênticos do PT, que têm em Mariana sua representante na Cãmara, não aceitam, sob nenhuma hipótese, composição com o PSDB. Será lindo ver os petistas defendendo políticas tucanas, de ajuste fiscal a diminuição de verbas sociais.

Dr. SÉRGIO GHIGNATTI

Ao convidar o Dr. Nelson Schirmer para assumir uma secretaria no novo governo, ao meu ver, desprestigiou o restante do PSDB, vetando outros nomes. Fontes locais já confirmaram que será exigido acordo para a Câmara e cargos no governo. Vamos aguardar.

ACÉLIO

O vereador Acélio do PMDB, só não será presidente da Câmara de Vereadores de Cachoeira do Sul, se não quiser.

domingo, 16 de novembro de 2008

Babacobamania: quero o meu "Estadão" de volta na seção "Internacional"

Este post é de autoria de Reinaldo Azevedo e está em seu blog. Retrata muito bem a lógica política de nosso jornalismo:
"Se alguém duvida de que estamos diante de uma forma de religião, já não precisa mais hesitar. Há muito tempo, confesso, não via algo como a principal reportagem da seção “Internacional” do Estadão deste domingo. Título: “Obama faz mundo respirar aliviado”. Trata-se de uma reportagem de Jamil Chade — ela mesma muito pia e crédula com Obama — “bombada” pela edição com um jogo de palavras que é de tirar o fôlego. “Respirar aliviado”? Sim, o texto trata de meio ambiente. Não sei se vocês entenderam isso que poderíamos chamar de um “trocadalho”... Ah, meu centenário Estadão...
Chade, vá lá, embora com uma boa vontade até comovente com Obama, reconhece: “No entanto, mesmo que Obama promova uma reviravolta na diplomacia ambiental americana, os anos perdidos pelo presidente George W. Bush já impedem que os EUA atinjam a meta de redução de emissões de gás carbônico estabelecida no final dos anos 90. E esse não é o único argumento dos pessimistas. Os planos de Obama falam sobre cortes inferiores ao que os acordos internacionais prevêem.”
Huuummm... O homem que faz o mundo “respirar aliviado”, está claro, já não vai cumprir a promessa inicial — por culpa de Bush... Obama começou prometendo assaltar o céu. Ao perceber que não era possível, atribuiu as dificuldade a São Pedro, um reacionário, vocês sabem...
Fiquemos na reportagem de Chade, que levou o histórico Estadão àquele título tão domingueiro. Escreve ele: “De forma geral, Obama deseja reduzir, até 2020, as emissões americanas aos mesmos níveis existentes em 1990. A ambição, porém, é bem menor do que prevê o Protocolo de Kyoto e o projeto ambiental europeu. Isso porque a primeira fase do plano de Obama se refere à mudança da matriz tecnológica, o que levaria anos. Apenas em 2050 os EUA teriam níveis de emissões 80% abaixo das taxas de 1990 - 60 anos depois do esperado.”
Ah, entendi. Bush ficou oito anos no poder, mas o atraso dos EUA no cumprimento de metas será de 60 anos. E Obama, que nem deu início ainda a seu mandato, não terá, é evidente, nada com isso. Deus sabe que lógica explica o “raciossímio”...
Santo Deus! Quero o meu Estadão de volta na seção "Internacional". Uma reportagem como essa seria pé de alguma página. E um título como esse jamais mereceria a letra impressa. A razão é simples: trata-se de uma parvoíce constrangedora.
Os jornais brasileiros querem continuar na Babacobamania, embora a americana já esteja voltando ao normal? Vá lá. Mas um pouco de senso de ridículo e apreço pela própria história não fariam mal a ninguém."

Reinaldo Azevedo

Sem dúvida é o melhor articulista do país. É conservador ao extremo e muito inteligente. Lançou o livro O PAÍS DOS PETRALHAS que nada mais é do que uma coleção de artigos publicados em seu blog. Vale a pena ler. Mesmo aqueles que com ele não concordem.

TARSO GENRO

Se o Ministro Tarso Genro estava disposto a desembarcar do Governo Lula, agora ganhou um poderoso aliado: José Sarney. Ele está fulo com a ação da PF em coma de seu filho fernando. Sarney aceita tudo, menos que mexam com os seus. É só lembrar do PSDB, que colocou a PF a investigar sua filha. Deu no que deu.

sábado, 15 de novembro de 2008

SUCATÃO

A matéria referida no JP dominical, sobre o problema patrimonial da prefeitura deixou de mencionar que a PGM está com sindicância em aberto para apurar responsabilidades

MARIANA CARLOS

Com o ingresso da Mariana Carlos na Câmara teremos, antes de tudo, um acréscimo de qualidade no debate. Espera-se que mantenha seu discurso com coerência, mesmo sabendo que corre o sério risco de sair, no caso de desagradar o Prefeito eleito.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

ULBRA ESTÁ SALVA

O reitor da Ulbra demonstrou a sua perspicácia, quando trouxe para o seu lado Jairo Jorge (PT), elito agora Prefeito de Canoas. Braço direito de Tarso ajudou agora a (re)conseguir a filantropia. O Diário Oficial publicou uma Medida Provisória que concede à Ulbra (a todas as entidades filantrópicas) ampla, geral e irrestrita anistia. A MP garante que ninguém pague contribuição previdenciária e tributos.Sem alarde, o Palácio do Planalto fez publicar no "Diário Oficial" desta segunda (10) uma medida provisória que premia os ivestigados na operação fariseu.As investigações do fisco, do INSS, da Polícia Federal e do Ministério Público, que pilharam a Ulbra em franco delito, foram mandadas para o lixo. A medida provisória de Lula leva o número 446.

BLOG

Ficamos alguns dias fora do ar, em razão de problemas técnicos. Retornamos com força total.

sábado, 8 de novembro de 2008

REFORMA POLÍTICA

Eis alguns pontos da reforma política, a ser encaminhada para o Congresso. Aliás deveremos ter uma comissão mista com o intuito de acelerar o processo:

Voto em lista1. Nas eleições proporcionais, contam-se como válidos apenas os votos dados aos partidos. 2. Determina-se para cada partido o quociente partidário, dividindo-se pelo quociente eleitoral o número de votos válidos obtidos. A partir de então, estarão eleitos tantos candidatos quantos o respectivo quociente partidário indicar, na ordem pré-estabelecida pela lista partidária. 3. A cédula eleitoral, eletrônica ou não, terá apenas espaço para que o eleitor indique a sigla ou o número do partido em cuja lista pretende votar. 4. Serão considerados suplentes os candidatos não eleitos, na ordem estabelecida na lista partidária. 5. Cada partido poderá registrar, para as eleições proporcionais, uma quantidade de candidatos que represente até cento e dez por cento do número de vagas em disputa. 6. Estabelece que os candidatos sejam definidos por convenção partidária, com voto direto e secreto de, pelo menos, 15% dos filiados, sob pena de indeferimento do registro da respectiva lista.

Financiamento público1. Fica vedado ao partido receber contribuição ou auxílio pecuniário ou estimável em dinheiro, inclusive através de publicidade de qualquer espécie, procedente de pessoa física ou jurídica, de direito público ou privado, nacional ou estrangeira. 2. Em ano eleitoral, a lei orçamentária incluirá dotação, em rubrica própria, consignada ao Tribunal Superior Eleitoral, no anexo referente ao Poder Judiciário, destinada ao financiamento de campanhas eleitorais.

Fidelidade partidária
O mandato do parlamentar que se desfiliar ou for expulso do partido passará para o suplente. Não haverá infidelidade nos seguintes casos: 1. Mudanças essenciais ou descumprimento do programa ou do estatuto partidário registrados na Justiça Eleitoral. 2. Prática de atos de perseguição interna em desfavor do ocupante de cargo eletivo. 4. Filiação visando à criação de novo partido político. 5. Filiação visando concorrer à eleição na mesma circunscrição, exclusivamente 30 dias antes do prazo final.

Inelegibilidade1. Torna inelegíveis os que tenham contra sua pessoa representação julgada procedente pela Justiça Eleitoral, em decisão colegiada, em processo de apuração de abuso do poder econômico ou político, para a eleição na qual concorrem ou tenham sido diplomados, bem como para as que se realizarem nos três anos seguintes. 2. Torna inelegíveis os que forem condenados criminalmente, em decisão colegiada, pela prática de crime contra a economia popular, a fé pública, a administração pública, o patrimônio público, o mercado financeiro, pelo tráfico de entorpecentes e por crimes eleitorais, pelo prazo de três anos, após o cumprimento da pena. 3. Torna inelegíveis os detentores de cargo na administração pública direta, indireta ou fundacional, que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso do poder econômico ou político apurado em processo, com decisão colegiada, para as eleições que se realizarem nos três anos seguintes ao término do seu mandato ou do período de sua permanência no cargo.
Coligações1. Proíbe coligação para eleições proporcionais. 2. Determina que a coligação disporá unicamente do tempo de rádio e televisão destinado ao partido com o maior número de representantes na Câmara dos Deputados.

Cláusula de DesempenhoProíbe o exercício de mandato parlamentar de deputado federal, deputado estadual ou deputado distrital aos partidos que não obtiverem um por cento dos votos válidos em eleição para a Câmara dos Deputados, e distribuídos em, pelo menos, um terço dos Estados com o mínimo de meio por cento dos votos em cada.

PSDB

Com o DEM a tiracolo, é certo dizer que Serra e Aécio farão a dobradinha tucana para 2010. Contarão com parcela do PMDB e de outros partidos da base de Lula. O sentimento anti-PT da classe média brasileira será o principal mote da campanha. Quem viver, verá.

BARAK OBAMA

O que muda com a vitória de Obama? Muito pouco. Essa coisa de emoção é para torcida de futebol. Um monte de gente, que sequer entende de política se disse emocionada com a vitória de Obama. Acho que pelo fato dele ser negro. Na verdade a vitória deleno contexto político é a vitória de um democrata, assim como foi a de Clinton em 90. de resto, pouco poderá fazer. Estará mais preocupado com a possibilidade de ser morto, por algum fanático, como já aconteceu outras vezes por lá. Até porque, Obama é popstar.

SECRETÁRIO DA SAÚDE

Está de parabéns o Dr. Tadeu Gomes pela coragem de assumir a SSMA de Cachoeira do Sul.É um abnegado. Terá que deixar a UNIMED, sair do HCB, para receber apenas o salário de secretário. Se a UNIMED for contrtar com o município, também terá que solicitar seu afastamento dos quadros de sócio. Não é para qualquer um.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

COMÉRCIO AOS DOMINGOS

Como os mercadistas não podem pagar horas-extras aos funcionários aos domingos e troca por folga durante a semana, nada mais justo que ao menos, domingo a tarde, os mercados estejam fechados. Aliás faremos distribuição de renda, permitindo que as economias familiares possam faturar. Ademais, o resto é egoísmo.Ou quem sabe é justo afastar o comerciário do convívio com a família?

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

CRISE NA ULBRA

A grande imprensa, por respeito ou não, tem deixado de comentar a grave situação financeira da ULBRA. No entanto, as coisas começam a sair do controle. Agora são duas folhas de pagamento em atraso. Aqui em Cachoeira do Sul, os professores, no dia de ontem, paralisaram as aulas após o intervalo. Prenuncia-se uma debandada do alunado caso a Reitoria não se posicione claramente.

CONCURSO

O TJRS prepara concurso para juiz Estadual Substituto. As datas das provas, assim como o conteúdo programático, estarão disponíveis em breve no edital.

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

DEMOCRACIA AMERICANA?

Quem tem a a oportunidade de assistir a CNN e a FOX deve estar horrorizado com o sistema eleitoral americano. Diga-se de passagem que só em 2000 "descobrimos" que na dita maior democracia do mundo, as eleições são indiretas. Vendo as filas e "esculhambação" nos locais de votação, no dia de ontem, senti orgulho de ser brasileiro.

ENCRUZILHADA DO SUL

A Justiça Eleitoral decidiu nesta segunda-feira a tarde que foi fraudulenta a reeleição do prefeito de Encruzilhada do Sul, RS, Artigas Silveira, do PP. O prefeito foi acusado pelo Ministério Público e pelos seus adversários de buscar votos de maneira ilícita, usando recursos públicos e abusando do poder econômico.
Com a decisão, será diplomado o ex-prefeito Conceição Kruser, do PDT.

UMA VITÓRIA HISTÓRICA

A vitória de Obama tem um significado muito importante. Além de negro é a primeira vez que um candidato que não pertence a elite partidária, vence uma comnvenção e as eleições. A família Clinton deve estar se remoendo.

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

OBAMA

Por que todos torcem por Obama? Aí entra a questão racial, mesmo que ele nunca tenha mencionado sobre o assunto. Além disso, os blogs são um mecanismo muito usado nos EUA e muito bem usados pelos partidários de Obama. Aí McCain é o velho e Obama é o novo. Já vimos este filme por aqui com Lula.

ECONOMIA

Agora há pouco, Itaú e UNIBANCO anunciaram fusão, que transformará esta nova empresa no maior banco do hemisfério sul. Aqui em Cachoeira do Sul, opiniáticos de plantão diziam que a agência local do UNIBANCO fechou por causa de uma multa da Prefeitura. Por essas e outras que é difícil conviver com a ignorância.

domingo, 2 de novembro de 2008

AÉCIO E CIRO

São cada vez mais fortes a especulações em torno de uma candidatura de Aécio pelo PMDB em dobradinha com Ciro Gomes do PSB. Ainda mais com a forte tendência de Dilma ser a candidata de Lula.

REFORMA POLÍTICA

Cresce a pressão da sociedade para que haja uma reforma no sistema político brasileiro. O voto por lista, o fim das coligações na proporcional e o financiamento público são os maiores pleitos. Quem for candidato a qualquer coisa em 2010 deve ficar muito atento.

sábado, 1 de novembro de 2008

YEDA E 2010

Qual será a estratégia do PSDB para 2010? Manter a candidatura da governadora? Indicar um vice? Ou quem sabe lançar um outro nome? Mais do nunca será necessário ao partido que a Governadora dispute a reeleição, em razão do projeto nacional dos tucanos.

ULBRA

Seguem as dificuldades da ULBRA em todo o estado. Torcemos que a mesma seja passageira, até porque professores e funcionários estão sem receber salários já a algum tempo.

GHIGNATTI E A UNIMED

Prefeito é para trabalhar 24 horas para o município. Aliás tem um detalhe muito importante: ou se demite da UNIMED ou mais uma promessa de campanha vai por água abaixo, pois a dita cooperativa não poderá ter nenhum contrato com o município, sendo o Prefeito sócio da mesma.