jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

Homofobia, racismo e sexismo
Será que se fossem duas mulheres se beijando a foto do JP causaria tanta revolta? E se fossem dois homens negros se beijando, não colocariam fogo na redação? Na verdade, toda a polêmica reacionária e desproporcional acontecida na semana passada, em razão da matéria, me fez desdobrar o assunto em mais dois temas. Quem tem apenas um olho percebe que os relacionamentos pessoais mudaram. É normal e muito comum vermos casais de meninos e casais de meninas juntas. Até podemos discordar da preferência, mas nunca, em nenhuma hipótese, sermos racionais. Mas é claro que no âmago, os indivíduos em sua maioria detestam os gueis, são racistas e ainda por cima machistas, tanto os homens como as mulheres. O homossexualismo ainda é tratado como uma perversão, uma falta de caráter e em alguns casos até como coisa do demônio. Mas isso faz parte da ignorância (no bom sentido) em relação ao assunto. O que se tem que ter claro é que, embora sejamos preconceituosos, também se sofre o preconceito em sê-lo, ou seja, há na verdade um preconceito subliminar, adormecido, que transcende e aparece quando se escancaram situações como o beijo ou uma política de cotas. Agora, concordo plenamente que aqueles que estão preocupados em explicar essas situações para os seus filhos, antes de fazê-lo, estudem e aprendam para não disseminarem mais ódio e ignorância entre a sociedade.

JOG
Ouvi de um amigo comum que o deputado federal pepista pensa sim em concorrer a prefeito de nossa cidade e estaria apenas esperando o arquivamento da investigação no STF, que ao que parece está próximo. Por isso que Pipa Germanos entrou mudo e saiu calado da festa semanas atrás. Está em stand by.
Festival de Bandas
O domingo ajudou, mas o evento, que já está em sua quinta edição, coordenado pelo meu amigo Simonetti, é sim um sucesso e demonstra, mais uma vez, que a população prestigia toda e qualquer manifestação cultural de qualidade. Sejam bandas, carnavais ou nativistas.

Morbidez
Impressionante como teve gente que vibrou com a notícia de que Lula está com câncer. Quanto ódio. O pior de tudo é que só mesmo o câncer pode tirar a vitória das esquerdas em 2014, pois a incompetência política e a “fome” por cargos reina dentre os golpistas.

Contracultura
Pois é, os coletivos cachoeirenses têm dado mostras de seu poder e da desnecessidade de se depender do establishment para algumas coisas. Daqui a alguns dias teremos por aqui uma casa que certamente sacudirá com a cidade. Guardem esse nome: Metassocial.

Grêmio
Uma foca amestrada, sem sentimentos, jamais se perturbaria com o clima hostil do jogo? Sim, se perturbou. Nota triste a reportagem do “Amigão”. Vitória do caráter contra o mau-caratismo. Pronto. Falei.

Cidadãos atônitos
Por certo que é dever da imprensa informar e denunciar todos os atos de corrupção desse país. No entanto, o que me preocupa é que, caindo o ministro, por exemplo, a mesma imprensa se cala. A partir daí, começa a prestar um desserviço à democracia e deixa todos atônitos e sem informações.

Acessibilidade
Uma cidade que se pretenda moderna e contemporânea precisa sim criar uma política de acessibilidade mais racional. Fiquei impressionado com a deselegância de um comerciante com as dificuldades de um cadeirante dentro do seu estabelecimento. Eu perdi as estribeiras e acabei xingando o imbecil. Lamentável.

Vox
Recebi o convite para o lançamento da nova revista cultural do estado. A Secretaria Estadual da Cultura e o Instituto Estadual do Livro (IEL), em parceria com a Corag, lançam no dia 1º de novembro a revista Vox, que será trimestral e terá como foco a literatura.

Nenhum comentário: