jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

O QUADRO ELEITORAL EM 2012
Com um razoável índice de rejeição, como apontam as últimas pesquisas, o candidato preferido do PP precisa reequacionar a disputa e em especial o quadro de candidatos. Ao invés de montar uma grande coligação, como costumeiramente fazem, será necessário para vencer, que a disputa apresente ao menos cinco candidatos. Com isso, o seu percentual de intenções poderia favorecê-lo, ou ao menos equilibrar o processo, e os índices de rejeição se diluiriam. Para tanto, precisará fomentar, em seus antigos aliados, que os mesmos apresentem candidaturas a eleição majoritária. Mas o grande problema será o financeiro, pois uma eleição aqui em nossa cidade custa muito caro, se organizada nos moldes tradicionais. Por outro lado, um grande número de candidatos, acaba por favorecer o surgimento de candidaturas alternativas, pois sem um grande favorito, em tese, todos podem vencer a disputa. Ao que parece, a eleição que antes se previa com no máximo três candidaturas, será como a de 1996, com uma grande quantidade de opções, tornando-se com isso, os apoios externos e sociais uma ferramenta indispensável para quem quiser vencer o pleito.

BOAS NOTÍCIAS
Lá pelo paço a SMIC e a STAS andam trabalhando a todo o vapor. Dentro da SMIC há um processo acelerado de implantação da retroárea do porto, para a instalação imediata de duas indústrias. Na STAS o início do loteamento do minha casa minha vida 2, com a previsão de construção de 600 casas. E ainda teremos a implantação do campus avançado do IFSUL. Ronaldo Tonet e equipe, fazendo a sua parte.

TNSG
Com certeza que um dos pontos de maior discussão nas próximas eleições, será a modalidade de licitação para a concessão do serviço de ônibus. Só espero que esteja não seja o único assunto a balizar candidaturas, pois nossa cidade tem outras demandas importantes para o debate.

VENDA DE LIXO
Uma pena que nossas empresas e em especial os órgãos públicos federais, não doem seu lixo reciclável a Cooperativa de Catadores. O que é pior, no entanto, é que muitos vendem o resíduo no intuito de auferir lucros. Só espero que isso não ocorra dentro de órgãos governamentais.

EMPRETEC
O cachoeirense Diego Félix participou do EMPRETEC, seminário oferecido pelo SEBRAE. Ali foi proposto o desafio de desenvolver um produto e depois comercializá-lo. E ele foi o grande vencedor. Desenvolveu o CAJÓN, que é um instrumento de percussão com origem no Peru colonial. Agora, está com o produto no mercado. Sucesso a ele!

CÂMARA DE VEREADORES
Tenho notado uma preocupação justa e correta dos vereadores para com os CCs do executivo. Poderiam fazer a lição de casa e acabar de vez com todos os CCs. Concurso já, para Jornalista e Procurador da Câmara, com isso acaba-se de vez, com a troca de favores nas eleições anuais para a mesa diretora.

DISCOTECA PÚBLICA
Achei sensacional a idéia do Jornalista Alessandro Ferrony em bolar um projeto para a criação de uma discoteca pública em nossa cidade. Gostei também do seu despreendimento em já doar o seu acervo pessoal e em especial do nome sugerido: João Roberto Homrich.

JOG
Gostem ou não, o deputado federal José Otávio Germano, na semana passada, deu uma forte demonstração que ainda é o maior líder político dessa cidade e que é muito maior que o seu partido na cidade.

FEIRA 2012
Os organizadores da feira, quando foi entregue a petição pública em prol do nome de Adão Iturrusgarai para patrono da Feira do Livro, disseram que findada a Feira desse ano, seria anunciado o nome para o ano seguinte. Como até onde sei, nenhum outro nome foi sugerido, aguarda-se com expectativa a decisão.

COPA DAS CONFEDERAÇÕES
POA e o RS foram enganados pelo Internacional. Prometeu entregar um estádio pronto em 2013 e agora se vê enrolado em cláusulas contratuais. Gostaria de saber quem arcará com os prejuízos daqueles que investiram, esperando a dita competição?

Um comentário:

Anônimo disse...

Ué e a ARENA DO GREMIO. Serve para que? Também foram enganados pelo GREMIO