jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

O Cigarro e o Brasil ( Coluna no JP de hoje )


O Cigarro e o Brasil
Sei que o cigarro faz mal a saúde. Também não sou nenhum fumante e muito menos trabalho para fumageiras ou da comercialização de cigarros. Compreendo também, que o Brasil, faz parte de um esforço mundial, para diminuir o consumo de tabaco. Mas nem por isso, posso deixar de dizer que a lei antifumo da Dilma é segregacionista, excludente e por fim inconstitucional. Tratam o cigarro como uma droga, mas mantém sua licitude. Hoje o fumante é um pária pior do que o viciado em crack, pois este ainda possui políticas públicas protetivas. Enquanto o Estado brasileiro busca incluir a todos, o fumante é proibido de freqüentar lugares em razão de seu vício. O viciado em cocaína frequentará normalmente ambientes fechados. O fumante não, em razão de seu vício, que lhe obrigaria a sair de meia em meia hora para fumar, o cigarro que ele comprou legalmente naquele ambiente. Por que considero a lei inconstitucional? Vou dar apenas dois motivos, para tal.

Livre Iniciativa
A CF resguarda a todos o direito a liberdade. Fumar é um ato legal. Se eu quisesse fazer de meu bar, um local exclusivo para fumantes, a lei até pode vedar, mas a nossa Constituição jamais cercearia esse direito. E os confrades apreciadores de charutos, que o fazem em ambientes separados, estariam também proibidos? Óbvio que não.

Fumo e Liberdade Religiosa
A nossa carta magna, que preconiza a liberdade e a diversidade religiosa, foi amplamente violentada com a dita lei. Os cultos afros, onde o charuto e o tabaco em geral é peça importante na celebração, também ali estaria proibido? Mais uma resposta negativa, a luz da CF.

Menos cigarro
Acho que as campanhas educativas e até as restritivas (como as que temos hoje) dão um significativo resultado no combate ao fumo. Que eu considero de suma importância no que tange a saúde pública. Mas nunca concordo com ações que violentem a nossa lei maior, tão cara a todos que defendem a liberdade.

Índios
Senti-me violentado e sem forças para reagir às manifestações preconceituosas e racistas de muitos leitores no nosso Fórum. Independente de quem tenha a razão, jamais podemos argumentar com o a irracionalidade. Fiquei envergonhado.

Candidatura
São sempre legítimas as especulações da imprensa. Mas não sou candidato a nada e minha conversa com o deputado Marlon foi apenas de cortesia e felicitações, que há muito lhe devia, em razão de sua posse. Só isso.

Referendo
Leonel Slomp, Procurador Geral do Município de Cachoeira do Sul,fez do limão uma limonada. Mas mesmo assim, sem outra saída, foi obrigado a jogar a bomba no colo dos vereadores. Se a pressão da população acontecer, governo sofrerá retaliações.

Barcelona
A vitória dos espanhóis, significa a vitória do profissionalismo contra o amadorismo. Ali se viu um Messi focado, contra um Neymar marrento, preocupado com cabelos e munhequeiras, só para dar um exemplo. O Brasil, há muito deixou de ser o país do melhor futebol mundial. Só a Globo ainda não descobriu.

Revolucionários Solitários
Às vezes uma mudança de atitude sua pode trazer qualidade de vida e incentivar outras pessoas a mudarem. O Raí, ex-São Paulo e Seleção Brasileira, por exemplo, abandonou os campos de futebol e então, chutou os carros. Locomove-se de bicicleta ou transporte coletivo. É o que chamamos de revolucionários solitários. Portanto, faça a sua parte.

Desperdício
No país do bufê a quilo, o desperdício de comida ainda é muito grande. Só no ano passado, o DMLU em POA recolheu 3,2 mil toneladas de alimentos de apenas 75 estabelecimentos, como parte de um projeto de transformar restos em ração. É muita coisa.

Nenhum comentário: