jmahfus@hotmail.com

sábado, 23 de outubro de 2010

O TRANCO DE LULA EM SERRA

Ao comentar ontem com auxiliares suas declarações da véspera, quando qualificou como "mentira descarada" o episódio em que José Serra foi atingido por objeto lançado por petistas, Lula disse: "Achei que precisava dar um tranco no cara".

Antes de acusar o tucano, o presidente assistiu, no voo Brasília-Rio Grande (RS), reportagem do SBT segundo a qual se tratara de uma bola de papel. À noite, depois da fala de Lula, o "Jornal Nacional" desmontou essa versão.

No entorno do presidente, ninguém aposta num pedido de desculpas. A julgar pelo discurso da noite em Uberlândia, no qual repetiu a tese da "farsa", quem o conhece acredita que será difícil segurá-lo.

João Santana bancou a decisão de levar a reação de Serra sobre o incidente no Rio à propaganda de TV de Dilma.

Ontem, o marqueteiro continuava a questionar a versão levada ao ar pela Rede Globo na véspera, mostrando que Serra foi atingido por outro objeto, além da bola de papel.

A dose de reação ao episódio divide os petistas.

Para uns, o melhor é virar a página. Outros garantem que Dilma tem a ganhar se Lula abraçar o embate com o rival tucano.

Nenhum comentário: