jmahfus@hotmail.com

domingo, 31 de outubro de 2010

MAS QUE MULHER! ( Artigo de Ricardo Hoffmann, edição de 16 de Agosto de 2009 no JP)

Não se deve dizer não a cliente. Basicamente por isso aceitei o convite para participar de um evento justo no dia do meu aniversário. Mais uma vez prevaleceu o lado profissional na minha vida. Menos mal que nesse caso o aniversariante não era nenhum dos filhos ou a mulher.

Foi um aniversário diferente. Não teve bolo, ninguém cantou parabéns e a maioria dos cumprimentos chegou por telefone, SMS ou e-mail. Sinal dos tempos, quem sabe: menos abraços pessoais e mais abraços virtuais; menos convívio pessoal e cada vez mais convívio laboral.

Chegamos então ao local do evento: Hotel Jequitimar, Praia de Pernambuco, Guarujá, no litoral de São Paulo. Instalações cinematográficas, tudo novo, belíssimo e de extremo bom gosto. Decoração moderna, onde o menos é mais.

O segundo dia à beira-mar amanheceu radiante, desvendando a singela ilha oceânica encoberta pela névoa do dia anterior. O sol brilhava forte, rivalizando com a lua cheia da noite passada. Foi nesse cenário que ela surgiu, para uma plateia de publicitários, anunciantes e um sem número de celebridades do SBT, o perfeito anfitrião. O próprio Silvio Santos se fez presente, ele que raramente comparece - diziam.

Estávamos todos ali, um sábado de praia, véspera do Dia dos Pais, para ver e ouvir aquela mulher. Esse sentimento era facilmente percebido junto a todos. E olha que a concorrência foi poderosa em termos de atrações: Roberto Justus, Carlos Alberto de Nóbrega, Ratinho, Eliane, Carlos Nascimento, entre tantos outros artistas.

Ninguém foi capaz de superá-la. Ninguém arrancou tantos aplausos. Ninguém causou tanta comoção. Ninguém conquistou tanta admiração. E ninguém se mostrou mais inteligente, mais bem informado, mais otimista, mais capacitado... Que mulher!

Estar com a ministra Dilma Roussef, ver de perto um verdadeiro exemplo de luta contra o câncer, comprovar que ainda existe gente bem-intencionada nesse país, constatar que o Brasil avança, se moderniza, se torna menos desigual e que poderá, sim, pela primeira vez, ter uma mulher na presidência da República foi o melhor presente que eu poderia ganhar no meu aniversário... Que momento!

Nenhum comentário: