jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Coluna de Segunda no Jornal do Povo


Uma Cachoeira diferente
Existem novos movimentos na cidade. Talvez as pessoas ainda não percebam, em razão da mídia tradicional ainda estar refém das chamadas grandes causas, ou seja, aquelas que geram manchetes. Mas essa movimentação é latente e acontece fora das instituições tradicionais. São autogestionárias, minimalistas e radicais. Têm um objetivo específico, e isso depende de cada coletivo. Os movimentos não possuem donos, e sim todos são donos. São “Anonymus”. Por isso, de difícil identificação. E como vêm da base, que está muito distante do dito poder, não podem ser manipulados. Organizam-se e comunicam-se por mídias sociais. E talvez aqueles que leem essa coluna sequer imaginam quantos blogs, quantos perfis de Face e de Twitter movimentam esses grupos. Fico orgulhoso de ver isso. Acho que uma nova cidade pode advir daí. Mais progressista, menos individualista, menos preconceituosa. Uma cidade que possamos ter orgulho de dizer que nela vivemos. E por incrível que possa parecer para muitos, mudada por jovens, que por aqui sempre são ignorados. Avante! E sempre!

Ficha Limpa
A lei, que é imperfeita em sua construção, gerará uma série de ações judiciais no próximo pleito. Até porque o Judiciário não estava preparado para tal procedimento, assim como o MPE e os advogados. Portanto, aguardem os próximos capítulos, pois teremos muitas surpresas.

Impunidade
A Folha de São Paulo tem um link chamado Folha Transparência. Em recente levantamento, chegaram à conclusão de que os inquéritos contra políticos levam mais tempo que o normal e que no STF chegam a levar até 10 anos. De quem é a culpa? É nossa também, porque elegemos quem não mereceria nosso voto.

Semana da Mulher
Importante iniciativa coletiva está com uma programação intensa. Espero, sinceramente, que as mulheres e, principalmente, os homens acompanhem e valorizem esse trabalho.

O dilema do PT
Uma disputa interna sempre é salutar, desde que dela não resultem fraturas. Mobiliza e oxigena o partido. No entanto, se a disputa for fratricida, poderá trazer reflexos na construção de uma unidade de esquerda, que já estava bastante avançada.

Tonet
Embora todos os elogios dirigidos ao GG também sejam a sua equipe, justo dizer que o trabalho do Tonet, do Simon, do Ênio Vieira, do Eurico, da Ivone e de todo o grupo por eles supervisionado foram fundamentais para o sucesso do Carnaval!

Massa crítica
Lindo de ver aqueles ciclistas de branco, aqueles balões e aquela bike na esquina da Juvêncio com a Júlio, todos pedindo paz no trânsito e uma convivência harmoniosa entre os veículos. E o meio ambiente sempre agradece!

Beira-rio
O Internacional não pode permitir que uma empresa denigra publicamente o Banrisul, exclusivamente com o intuito de levar vantagem econômica. Aliás, está na hora do co-irmão colocar para correr esses “pseudoinvestidores” antes que percamos a Copa do Mundo, pois a Copa das Confederações conseguimos perder, por incompetência desses dirigentes.

Gato mestre
Até o momento, temos nas eleições quatro blocos pré-constituídos. Um de esquerda, composto pelo PT, PDT, PSB e PCdoB. Um de centro, composto pelo PMDB e PSDB. Um de centro-direita, composto pelo PV e PSC. E um de direita, composto por PP, PPS e PR. Os demais partidos, como o DEM e o PTB, são alvos de namoro para composições. Os parceiros, por certo, ainda mudarão, mas acredito em, no máximo, quatro candidatos.

Nenhum comentário: