jmahfus@hotmail.com

quinta-feira, 10 de março de 2011

ADVOGADOS INGRESSAM COM HC NO CASO DE ATROPELAMENTO DE CICLISTAS

Os advogados do servidor do Banco Central Ricardo Neis entraram com um pedido de habeas corpus na Justiça nesta quinta-feira. Ele atropelou diversos ciclistas, em um Volkswagen Golf Preto, deixando 10 feridos, na última sexta-feira de fevereiro, em Porto Alegre. O documento será analisado e julgado na sexta-feira.

Neis, de 47 anos, está internado no Hospital Parque Belém, na zona Sul de Porto Alegre. Nesta quinta, o psiquiatra Oscar Segal entregou um laudo médico para o Judiciário. A partir do documento, será decidido se o servidor irá para o Instituto Psiquiátrico Forense ou para o Presídio Central.

Também nesta quinta, a EPTC se reuniu com representantes da prefeitura de Porto Alegre e de grupos de ciclistas, como o Massa Crítica e a Associação de Ciclistas da Zona Sul, para debater temas como a aceleração da construção de ciclovias, um aumento do rigor na fiscalização dos motoristas que desrespeitam os ciclistas e a criação de um fórum sobre a mobilidade urbana sustentável.

O atropelamento coletivo ocorreu na noite do dia 25 de fevereiro, na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso, no bairro Cidade Baixa, em Porto Alegre. O Golf estava atrás dos ciclistas e chegou a buzinar uma vez antes de passar pelo grupo.

No dia 1º de março, o grupo Massa Crítica, ao qual pertenciam os manifestantes atingidos no incidente, organizou um evento para protestar por um "trânsito mais humano" e repercutir o ato de violência contra o grupo. Mais de 2 mil ciclistas passaram pelas ruas centrais de Porto Alegre, num protesto que terminou em frente à prefeitura, onde representantes tiveram uma reunião com o secretário municipal de Coordenação Política e Governança Local, Cezar Busatto.

Nenhum comentário: