jmahfus@hotmail.com

sábado, 1 de maio de 2010

CASO ELISEU

A unificação pela 1. Vara do Júri de Porto Alegre do processo do assassinato do secretário de Saúde de Porto Alegre Eliseu Santos com o processo que investiga a suposta cobrança de propina, envolvendo um ex-assessor de Eliseu e o dono da empresa de segurança Reação, pode trazer dissabores para o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), a legenda de Eliseu. O Ministério Público (MP) estuda ampliar o número de denunciados, incluindo políticos do PTB. O MP evita revelar nomes e o tipo penal que eles serão enquadrados, ms acredita piamente em CAIXA 2 de campanha.

Nenhum comentário: