jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 2 de maio de 2011

COLUNA DO JORNAL DO POVO


Escrevi e assino embaixo
Conversei com um grande amigo de GG essa semana. E pontuei o que, no meu entender, está errado em seu governo. Fui muito pouco contestado. Falta ao prefeito uma visão política de gerenciamento. Não sabe amarrar as coisas muito bem. É só ver, por exemplo, a questão envolvendo a UFSM ou a implantação do curso de Agronomia na Uergs. Duas belas notícias que são ações dele, mas com sucesso terceirizado. Outro exemplo é a saúde. Que melhorou, sim, em seu governo, mas não tanto quanto prometeu. Por conseguinte, sobressaem-se as críticas, ante aos elogios. Não consegue agregar setores da sociedade civil. Pelo contrário. Ainda faz política com o fígado. E isso não lhe ajuda. Embora tenha um ótimo assessor de imprensa, falta-lhe também uma política de comunicação social. E para isso seria necessária a formatação de um novo modelo de gestão, que implicaria em municiar a sociedade com as ações produzidas. Sem personalizar, mas personalizando. Tem ainda um ano e sete meses de governo. Tem muita fita para cortar e algumas coisas para mostrar. Agora chegou a hora. Retardar significa entrar 2012 com o café mais gelado do que nunca. E isso não é bom nem para ele, muito menos para a cidade.

O casamento real
Fico me perguntando qual o interesse público para se perder tanto tempo de televisão noticiando um casamento. Não olhei um segundo da televisão. Até porque nada mais falido que a monarquia. Só não entendo como os que a ela adoram, criticam, depois, os fundamentalistas. São iguais.

Ulbra repaginada
Surgirá, em breve, a nova formatação jurídica da Ulbra. Dívidas, TVs, rádios, prédios penhorados ficarão com a Celsp. E a Nova Ulbra será uma S/A, que locará todas as dependências. Em breve divulgaremos os nomes dos sócios dessa nova instituição.

Presídio
Nosso presídio é o único ou está entre as pouquíssimas casas de detenção que possuem atendimento psiquiátrico. Ponto para a administração local, prisional, Ministério Público e Judiciário.

Gre-nal
Geralmente culpamos o treinador. Mas é lamentável o plantel do Grêmio. Renato tem que ser dirigente e treinador. Já fomos longe demais. O único discurso que temos é o da imortalidade. Um time que tem Gilson, Rafael Marques e Borges só pode perder.

Contraponto
Pipa Germanos me ligou na sexta. Conversei longamente com ele. Explanou seus motivos, de ordem estritamente profissional, que o impedem de concorrer no ano que vem. Pois bem. Então está fora. Embora os veículos de comunicação da família façam o contrário. Só espero que não haja nenhuma relação com o casamento real.

Beco dos Trilhos
Semana passada a equipe do Caps/AD, liderada pela coordenadora do centro, visitou o bairro e fez uma abordagem mais contundente nos usuários de crack. As visitas, com a médica-coordenadora, passarão a ser periódicas, além daquelas feitas pelos agentes redutores de danos, que são diárias.

José Otávio
O factoide do deputado deveria ter sido evitado por ele. Nunca se brinca diante de um repórter. Muito mais quando a informação dada gerará especulações. Falou, foi publicado. Descoberta a verdade, nova publicação. Só não entendo porque tantas críticas ao jornal. Até porque se o deputado fosse ou não fosse em nada mudaria as nossas vidas e muito menos as nossas convicções.

Faixa especial
> Corsan promete destinar R$ 130 milhões para a cidade em 25 anos
> PSD já está criado em Cachoeira. Com aval nacional
> Quiosques da praça foram licitados, mas ninguém apareceu para ocupar
> Executivo federal irritado com relator do Código Florestal
> Ala Figueiró bancará nome contra GG ou quem ele indicar
> Ana Amélia Lemos tomou conta do PP. Patrolou os raposões da antiga Arena
> Universidades paulistas tornam o inglês a língua “oficial”
> Mais devastador e mais barato que o crack, chega a SP o Oxi

Nenhum comentário: