jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 23 de maio de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JP

ESCREVI E ASSINO EMBAIXO
Há uma crise na sociedade. Não acreditamos mais nos políticos. Aliás, descremos cada vez mais, nas instituições. E esse é um fenômeno mundial. Casos recentes: Espanha e Portugal. Jovens, aos milhares, tomam as ruas, para protestar, em especial contra a corrupção. E não podemos esquecer, que aquela só acontece, porque a sociedade é corrupta. Portanto, não são apenas os políticos, os culpados. Eles são os vetores de propagação. O caso Palocci é o paradigma da atividade pública. O efeito porta giratória. Entra-se na vida pública, e depois dela se sai, mais rico. Ou para se promover, como se o seu cargo não lhe ocupasse todo o tempo. No Brasil, já começamos a sentir os ventos desse movimento. Aconteceu a pouco, em Higienópolis, em SP. Nosso colega, Leandro Cruz, propaga, um semelhante, em favor do meio-ambiente. E não tardará, outro, que proponha, outra coisa qualquer. O certo é que cada vez mais desacreditamos no Estado e na sua capacidade de mediação. E muito menos nos partidos políticos, ou nas associações de classe. Porque em todos, sem exceção, existe alguém, locupletando-se, posando de mocinho e pensando, que todos ainda são cegos.

UPA
A cidade nem estava no programa, pois não tinha o contingente populacional para tanto. O prefeito foi lá e a conquistou. Não acreditando no governo estadual, encampou o projeto. Inaugura a sua UPA agora em outubro. Lá em Vacaria.

ESFs
O prefeito nomeou os médicos, os enfermeiros e os técnicos concursados. A cidade precisa, urgentemente de mais postos de saúde. Alguém sabe me dizer, então, por que razão o CMS é contra a instalação imediata dos posto de saúde nos bairros?

ARROZEIROS
Tenho inúmeros amigos e clientes produtores na área orízicola. E sei das dificuldades que passam. Por isso, me solidarizo com o movimento. E fiquei muito, mas muito contente em ler a coluna do amigo Scopel, no JP do final de semana, dando sugestões de mobilização. É isso aí. Protestar, é a palavra do momento.

JN NO AR
A série de reportagens produzidas pela Globo, com Gustavo Ioschpe, são ridículas e desqualificadas. O consultor, em comento, escreveu um ou dois bons artigos, mas está muito longe de entender sobre educação pública. Aliás, até procurei, mas não encontrei o Currículo Lattes, do dito especialista. Mas todo aquele que fala em ideologia no ensino, se esquece do que representa.

REFORMAS DE TARSO
O governador sabe exatamente o tamanho da encrenca que significa mexer com a contribuição previdenciária. Vai comprar briga com a elite do funcionalismo público. Será, definitivamente, o teste sobre o seu apoio na ALRS. Embora deva haver uma gritaria, será aprovado, com pequenas modificações. Empregos de aliados, falarão mais alto.

CLUBE DE IMPRENSA
Tomara que a iniciativa do Ferrony dê resultado, em reagrupar, novamente, os profissionais da imprensa cachoeirense. A troca de informações e de conhecimento, em especial das novas mídias, é essencial. E possibilitará, que este serviço de utilidade pública, melhore, ainda mais.

LICENCIAMENTO AMBIENTAL
Realmente parece que existe um sapo enterrado nessa questão e vamos ficando para trás. GG errou ao criar a Secretaria e não dar estrutura. Amarelou com as críticas. A situação de Witeck, torna-se a cada dia que passa, mais crítica.

FENARROZ
Entre mortos e feridos, espera-se que a batalha surda pelo poder da feira, resulte em mudanças significativas, e não em uma acomodação de interesses. E espero que a mídia, puxe o debate.

VEM,UFSM
Foi ótimo para o município a visita ao ministro da educação. Mas só trará resultados, com a cobrança efetiva. Não concordo, com a corneta, de que o município não deveria arcar com as despesas de viagem e alimentação, de todos. Nem sei se arcou. Isso é o que menos importa. E se tem uma coisa que ninguém pode falar de GG, é que ele não seja econômico.

Nenhum comentário: