jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 16 de março de 2009

GRAMPOS NO GOVERNO

Ficou delicada a situação de Adão Paiani. Hoje, o procurador-geral de Justiça em exercício, Eduardo de Lima Veiga, desmentiu o ex-ouvidor da Segurança. Disse que as gravações apresentadas como grampos ilegais seriam, na verdade, escutas telefônicas autorizadas judicialmente.

Nenhum comentário: