jmahfus@hotmail.com

terça-feira, 21 de setembro de 2010

E A NOSSA CLASSE POLÍTICA?

Por Isabel Braga, O Globo

Pesquisa Ibope encomendada pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) revela a descrença da população na atividade política. Segundo a pesquisa divulgada nesta terça-feira, quando perguntados se concordavam com a afirmação de que o principal beneficiado na política é o próprio político, 73% dos entrevistados disseram que sim.

Já quando questionados se estavam de acordo com a afirmação de que o principal beneficiado é o povo, apenas 30% responderam que sim. A pesquisa mostra também que 85% dos brasileiros são a favor da Lei da Ficha Limpa. A norma veta a candidatura de políticos condenados por um colegiado de juízes.

Segundo o presidente da AMB, Mozart Valadares, o levantamento constata a importância da Lei da Ficha Limpa para sociedade brasileira. Ele acredita que o Supremo Tribunal Federal (STF) também irá considerar a norma constitucional.

Na quarta-feira, o Supremo irá analisar recurso do ex-governador Joaquim Roriz (PSC), candidato ao governo do Distrito Federal que teve o registro cassado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com base na lei.

-Em vários julgamentos a lei foi considerada constitucional. Não temos outra expectativa a não ser que o Supremo decida no mesmo sentido. Agora, não podemos desconhecer que será uma frustração nacional se a lei desaparecer através de uma decisão judicial. Ninguém terá outro sentimento a não ser de frustração - disse Mozart Valadares.

A pesquisa também indagou eleitores sobre o conhecimento no caso de compra de votos, se votariam em algum candidato que lhes oferecessem algum benefício, além de critérios de escolha de candidatos e a importância da participação da magistratura em ações contra a corrupção eleitoral.

Questionados se votariam em um candidato que oferece benefícios materiais em troca do voto, 85% disseram que não, enquanto 13% falaram que votariam.

Em relação a crimes eleitorais, 54% dos entrevistados afirmaram que não denunciariam crimes eleitorais, outros 41% afirmaram que sim.

A pesquisa foi realizada entre 18 e 21 de agosto. O Ibope entrevistou 2002 pessoas, a partir de 16 anos, em todas regiões do país. A margem de erro da pesquisa é de 2,2 pontos percentuais.

Nenhum comentário: