jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

COLUNA DO JORNAL DO POVO

ESCREVI E ASSINO EMBAIXO
Sou gremista de carteirinha. Mas acho bonito ver o Internacional trilhando o caminho do sucesso. Mas não me esqueço que isso se deve a Fernando Mirando, que lá atrás ousou desafiar os “donos do Inter”. Lá, naquele período, denunciou a “herança maldita” e projetou um novo clube. Foi dado sequência. E hoje o clube tem orçamento. Ao contrário do meu Grêmio. Por aqui, precisamos fazer a mesma coisa. Necessitamos, antes de tudo, projetar o crescimento que se iniciou no governo passado implicando em triplicação do orçamento. Precatórios até então impagáveis foram pagos. Todos. Talvez esse seja o foco. Ao invés de apenas pensar em economizar, gerar novas receitas seja fundamental. Ainda temos dois anos e quatro meses.

Socorro aos ruralistas?
Entendi bem ou o governo municipal, que se elegeu dizendo que “arrumar as estradas do interior era uma questão de vontade política”, está transferindo a responsabilidade a quem de direito deve ser socorrido?

Farra das diárias
Aqui se critica, mas também se elogia. Senti-me aliviado e ao mesmo tempo orgulhoso de não ver a nossa Câmara nas reportagens veiculadas. Aliás, podemos nos orgulhar da seriedade de nossos vereadores e em especial da condução que Oscar Sartório imprimiu à presidência.

Leasing
Um novo serviço, nesse momento, implica sim em processo licitatório. Até porque não existe mais ineditismo nas teses. Só um detalhe: para que seja possível uma licitação, necessita-se de dotação orçamentária.

Favelas
É impressionante o número de casas que são construídas à beira da BR 153. Executivo municipal precisa ficar atento e providenciar a remoção dessas famílias que estão em risco social e ocupando áreas públicas.

Alessandro Petrucci
Nesse final de semana faz um ano que meu amigo nos deixou. Sempre que escrevo a coluna penso nele, porque muitos dos tópicos eu debatia com o “velho” em nossas tradicionais conversas dominicais pelo telefone. Ao menos enquanto eu escrever por aqui, homenagear-lhe-ei, com uma singela citação para que não o esqueçamos.

Dança dos professores
Cortes de regime suplementar e retorno dos professores cedidos para outros órgãos e instituições. Essa parece ser a ordem de GG, com a justificativa de aumentar o repasse do Fundeb. No entanto, até agora, só atingiu quem não é do PMDB ou do PT.

Campanha de Serra
Ao que parece a estratégia Serrista, copiada da última eleição em que Alckmin perdeu para Lula, está 100 % certa: ele também irá perder. Com uma única diferença: perderá no primeiro turno, se não mudar de foco. E precisa, desesperadamente, que os votos de Marina não migrem já no primeiro turno para Dilma.

Caça aos puxadinhos
O programa de georreferenciamento será importante para a cidade. A discutir, o valor pago. E a consequência tributária daquilo. Ou seja: haverá aumento de tributos e em especial para os imóveis que foram “aumentados”. Em uma cidade pobre como a nossa, eu esperava do prefeito que ele diminuísse tributos. Apenas isso.

Saúde
Não conheço a nova secretária. Mas parece que tem sorte e competência. Sorte porque o Estado vai mesmo licitar a UPA e essa é uma grande notícia a ser comemorada. E competente porque colocou como prioridade a implantação de um Caps/AD, o que implica em um combate à drogadição. Mas continuemos vigilantes.

Nenhum comentário: