jmahfus@hotmail.com

terça-feira, 15 de setembro de 2009

ASSEMBLÉIA

Serão 30 _ e não o número máximo de 36, previsto na lei _ os membros da comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment da governadora Yeda Crusius. A distribuição das vagas é proporcional ao tamanho das bancadas, assegurada a participação de pelo menos um representante de cada partido. Todos os 10 partidos estarão representados e terão até sexta-feira para indicar os membros.Como já foi antecipado aqui, o governo terá ampla maioria, o que de antemão assegura a permanência de Yeda no cargo, a menos que surjam fatos novos.

Nenhum comentário: