jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JORNAL DO POVO

REVOLUÇÃO FARROUPILHA, MITO E REALIDADE
Toda e qualquer história de guerra possui uma versão oficial. Por aqui, quem fez a nossa, fomos nós mesmos. Por isso, mesmo perdendo a guerra em si, comemoramos o dia 20 de setembro, até porque os ideais republicanos e de contestação aos desmandos do poder central, são vencedores porque até hoje permanecem vivos. Todos os anos, nessa época, surgem mais e mais pensadores, dando outra versão a Guerra dos Farrapos. Importante que se diga que toda a data comemorativa de algum feito, é recheada de mitos e se não fosse assim, talvez sequer merecesse comemorações. Foi assim com a independência americana, revolução francesa e com a nossa. Embora, eu não seja nem um historiador e muito menos um tradicionalista convicto, gosto desta data. E me sinto, muito, mas muito gaúcho a cada setembro que passa. E acho que temos que cultuá-la e nos orgulharmos do dia. Sem preconceitos. De ambos os lados. Os CTGs cumprem uma importante função de preservação de nossa cultura e folclore, assim como os historiadores procuram retratar, cientificamente, a verdade. E é bonito ver a história contada, como acontece lá na cidade de Piratini, com teatro e visitações aos museus. Bem como, o Parque Harmonia e seu acampamento, com aquele cheiro gostoso de churrasco, saboreado em todos os piquetes, me fazem lembrar da minha Cachoeira, que eu adotei, e do orgulho sim, que tenho, de ter nascido aqui no Rio Grande do Sul, que um dia foi República e que mantém acesa essa chama, como uma forma de lembrar que por aqui, moram homens e mulheres de valor.

COLÉGIO BARÃO
Fiquei muito feliz em saber que o BARÃO, está muitíssimo bem colocado na lista das melhores escolas desse estado. Parabéns a diretora Leatriz Voigt e a toda a sua equipe de professores, funcionários e alunos pela conquista.

UM CONTO CHINES
Se você não assistiu a esse filme argentino, faça de uma vez. É fantástico. Os encontros (e desencontros) entre culturas e povos diferentes, pelo mundo, podem render boas histórias. No caso de Um Conto Chinês, de Sebastián Borensztein, que levou mais de 1 milhão de espectadores aos cinemas argentinos, geram situações cômicas e dramáticas na medida certa, num humor cotidiano e honesto. Vale a pena ver.

BIENAL DO MARGS
Imperdível esse passeio cultural a POA. Além das belíssimas exposições de arte que por lá encontramos, o lugar, o Cais do Porto, é mágico. Mas tem mais coisa interessante por lá. Você poderá fazer um passeio na usina do gasômetro, inclusive subir na chaminé, como também, a inusitada visita ao telhado da Prefeitura da capital, no intuito de ver POA, por outro ângulo. Recomendo.

TEATRO
Para quem gosta de teatro, imperdível a peça Viúvas, Performance sobre a Ausência, do grupo NOIS AQUI TRAVEIZ. Em vez da aglomeração usual de pessoas no foyer do teatro, uma sugestiva viagem de barco. A travessia sobre as águas do Guaíba tem a função de conduzir o espectador ao local da peça, que retrata a ditadura latino-americana de forma peculiar.

COLETIVO CICLOATIVADO
O coletivo está conclamando a população cachoeirense, a deixarem seus carros em casa, na próxima quinta-feira. É o dia mundial sem carro. Às 18 horas, haverá uma grande concentração na Praça José Bonifácio, onde será realizada uma bicicletada de conscientização. Aliás, o coletivo agradece a Screw e ao Girlei Lopes, pelas doações, que não são para o grupo, mas para a comunidade.
FEIRA DO LIVRO
Para que não caia no esquecimento, o grupo que apóia o Adão Iturrusgarai para patrono da próxima Feira do Livro (2012) continua firme, forte e trabalhando para a concretização do fato

CULTURA E HISTÓRIA
Não consigo entender porque não conseguimos concretizar o sonho de apostarmos na valorização histórica de nossos prédios. Esse dia percorrendo as ruas da cidade de bike com meus filhos, numa verdadeira aula de campo, fiquei ainda mais impressionado. Isso que por aqui temos a DEFENDER. Hora de nos mexermos.

Nenhum comentário: