jmahfus@hotmail.com

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

POSICIONAMENTO DA UFSM EM RELAÇÃO AO ANÚNCIO DA EXPANSÃO PARA CACHOEIRA DO SUL ( do site da UFSM)

O texto abaixo está no link http://sucuri.cpd.ufsm.br/portal2011/noticias/noticia.php?id=35096

Nos últimos anos, fomos solicitados por diversas cidades no sentido de implantarmos expansões em suas cidades e/ou regiões. A UFSM foi a primeira Universidade a ser implantada fora do eixo das capitais e fora da faixa litorânea. Devido a essa característica, a UFSM foi e é pioneira na interiorização do ensino superior público no Brasil.

Já nos expandimos para Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e Silveira Martins e auxiliamos efetivamente na construção dos projetos de Cachoeira do Sul e Soledade, porém sempre esclarecemos sobre os passos a serem seguidos após a recomendação dos projetos pelo Ministério da Educação (fato anunciado pela Presidente Dilma), o que dependeu da articulação política dos municípios e não da UFSM.

Estamos num momento de consolidação do projeto de expansão Fase I (CESNORS - Frederico Westphalen e Palmeira das Missões) e REUNI (Expansão em Santa Maria, Frederico Westphalen, Palmeira das Missões e uma nova unidade em Silveira Martins) e temos um compromisso com nossos diretores de unidades, que somente tramitaremos novas expansões, quando estiverem garantidos os recursos financeiros e humanos necessários para a consolidação desse projeto inicial, compromisso que reafirmo nesse momento.

No nosso entender, o anúncio de uma nova unidade em Cachoeira do Sul dá início a uma nova rodada de expansões, onde serão negociados, novamente, todos os quantitativos necessários para esse objetivo. Ou seja, agora cabe ao Ministério da Educação estabelecer as bases para essa expansão em termos de recursos financeiros e humanos.

A partir disso, a UFSM analisará e poderá aceitar ou não, iniciando um processo de negociação, até que as bases sejam estabelecidas e que possamos proporcionar condições para que esse projeto possa tramitar internamente (no Conselho Universitário, a criação da nova unidade e, no Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão, seus aspectos acadêmicos).

Portanto, o anúncio de uma nova unidade da UFSM em Cachoeira do Sul, somente dá início a uma série de tratativas que não são fáceis de serem aceleradas, principalmente no momento que passam as universidades federais.

Um alento que nos foi dado hoje foi que, além do anúncio das expansões, foi encaminhado ao Congresso Nacional um Projeto de Lei, que cria os cargos e funções necessários para essa expansão, bem como da consolidação do REUNI, já mencionado anteriormente, que talvez tenha sido a única maneira que o governo encontrou de fazê-lo tramitar de forma ágil e rápida.

Concluindo, podemos dizer que já temos a experiência necessária para fazer expansões, agora muito mais cuidadosos para que não avancemos, antes de conhecermos e pactuarmos as condições estabelecidas e resolvermos os passivos ainda existentes.

Esse é o posicionamento da Reitoria da Universidade Federal de Santa Maria.

Assinam,

Felipe Martins Müller – reitor
Dalvan José Reinert – vice-reitor

Nenhum comentário: