jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 25 de julho de 2011

COLUNA DE HOJE NO JORNAL DO POVO

Vem, UFSM!
O reitor da UFSM foi muito comedido em sua visita à nossa cidade. Frustrou alguns dos presentes. No entanto, a liturgia do cargo o obriga a agir dessa forma. Mas o importante agora é focarmos o conselho universitário. Lá temos professores, servidores e alunos. Minha experiência como pró-reitor e de reitor em exercício nesse tipo de conselho me ensinou que ali não existe pressão. Existe compromisso dos conselheiros com a sua base. Não gostam de políticos e de gente estranha ao meio. Assim como não toleram ameaças e muito menos pressão. As decisões são quase que absolutamente técnicas. Dado o sinal verde em Brasília, estará na hora da comissão criar um grupo que possa conversar com cada um dos conselheiros, tecnicamente. Não podemos esquecer que nosso projeto retira de Santa Maria perto de R$ 50 milhões. Eles querem isso? Interessa a eles uma extensão? É bom para quem? Essas são perguntas que teremos que saber responder. A posição do reitor, favorável ao projeto, sempre é bem-vinda, mas não é essencial, porque lá dentro, por certo, existe oposição a ele. Portanto, daqui uns dias será fundamental a atenção, pois qualquer passo em falso poderá colocar por terra o projeto. A partir de agora, mais do que nunca, o Juca Dias passa a ser peça-chave. E esperamos que o Tarso na sua visita, em agosto, já possa anunciar alguma coisa para nós.

Sociedade civil
Me desculpem as entidades empresariais e o Rotary, mas eles não representam a totalidade da sociedade. Podem até ter pensamentos coincidentes. (In)Feliz-mente, quem tem legitimidade é a Câmara de Vereadores, composta por pessoas que foram votadas para aquele fim.

Aliás...
...As discussões envolvendo a água e o número de vereadores têm certa similitude com o que pode acontecer em relação à UFSM. Não adianta pressão e mobilização apenas. É fundamental convencimento. Naqueles dois casos isso não foi feito.

Amy Winehouse
Sem dúvida alguma, a melhor cantora de sua geração. Sua morte lhe abre as portas da história. E que seu péssimo exemplo de comportamento sirva de reflexão para aqueles que fazem da sua vida uma droga!

Educação
Não existe política educacional decente que não passe pela remuneração adequada do professor. Mas nossa luta precisa deixar de ser meramente sindical para ser institucional. Professor tem que ser uma carreira de Estado. Só assim será devidamente valorizado.

Figueiró
O anúncio de sua candidatura já foi pauta aqui da coluna. Portanto, nenhuma surpresa para mim. No tabuleiro, no entanto, significa retirar do PP, que ainda não tem candidato, o apoio automático do PSDB e do DEM, em razão da proximidade dos três vereadores, e rechaça, de vez, qualquer aliança com o PT. É, sem dúvida, um excelente político, decente e com capacidade. Qualifica, certamente, o processo eleitoral.

Surrealismo
Com o anúncio de Obama que os EUA darão calote na dívida, como ficamos agora que somos credores? Apoiaremos uma intervenção do FMI? Quem é que me responde?

Praça da Juventude
O Ferrony é um batalhador e tem, na Coordenadoria da Juventude, se empenhado em muitos projetos, embora a escassez de recursos. O projeto da Praça da Juventude, lá na Funcap, é um deles. E parece que irá sair do papel, através de uma articulação política nova. Vamos torcer que dê certo.

Porto
Existe uma lista de 15 empresas interessadas em se instalar junto ao Porto de Cachoeira do Sul. Se todas viessem, teríamos a geração de quase 500 empregos diretos. Em razão disso, GG e Tonet se empenham tanto nesse assunto, e com a mais absoluta razão.

Contrato da Corsan
Seria interessante incluirmos no contrato uma política séria de drenagem urbana para a cidade. Com o asfalto e o calçamento das vias, as enxurradas estão aí, em todos os lugares. Evitam-se, assim, as calamidades.

Nenhum comentário: