jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

COLUNA DO JORNAL DO POVO

Escrevi e assino embaixo

Os Assis Moreira demonstraram no processo que não possuem ética nem caráter. Não porque não vieram para o Grêmio, mas pela forma como conduziram a negociação. Robinho, por exemplo, quando retornou ao Brasil, sequer titubeou em jogar pelo Santos. Odone está certo: precisávamos de uma paixão. Como simples jogador de futebol, Ronaldinho sangraria os cofres gremistas. Agora, não adianta mais falar em profissionalismo. Metade do Rio Grande está com raiva. E isso que ele sofreu em Santa Catarina, no final de semana, continuará acontecendo por muitos anos. Mas não podíamos esperar outra coisa de uma família que na década de 80 já aprontava para o Grêmio. Agora não poderia ser diferente. Uma pena. Como ídolos deram um péssimo exemplo.

A$$is

Conseguiu com toda a sua falta de ética jogar a marca Ronaldinho de uma vez por todas na sarjeta. Quem serão os empresários que irão associar a sua marca com alguém que não cumpre com a palavra empenhada? Com tudo isso criou um slogan: mercenáR10.

Professores

Além de ganharmos muito mal, agora somos obrigados a passar alunos incompetentes. Mas também, em uma sociedade em que alguns semianalfabetos são deputados e ganham R$ 30 mil por mês, nos resta mesmo apanharmos na cara por continuarmos professores.

Eleições

Já disse aqui que não senti nenhuma melhora na qualidade de ensino pelo fato de termos eleições para diretor de escola. Há um certo compadrio e, em alguns casos, uma relação ambígua com a comunidade escolar. Acho que continuamos confundindo democracia com democratismo.

Julinho

O vereador se enrolou todo no processo de barganha de cargos no Legislativo. Mentiu descaradamente. Não resta nenhuma alternativa, nesse momento, que não seja o de abertura de processo por quebra de decoro parlamentar. Ou isso, ou todos são coniventes.

Horas-extras

Juro que não entendo porque alguns servidores são beneficiados com horas-extras e outros não. Na Obras, as mesmas estão liberadas em razão da pressão do secretário. No entanto, aqueles que cuidam das crianças ou da saúde da população não têm o mesmo direito. Por que será?

Cargos no governo

Por que o PT ocupará todos os cargos estaduais em Cachoeira do Sul? Não foi feita uma coligação? E o PDT continuará, contem-plativamente, assistindo nomes importantes serem vetados?

Notaram a mudança?

Imprensa terá que trabalhar e muito para fazer notícias sobre o jeito Dilma de governar. Avessa à verborragia, que caracterizava Lula, a presidente opta pela discrição. E internamente cobrou de todos os ministros metas para as suas pastas. A ordem é trabalhar. No gabinete, trocou o computador por um laptop e retirou o crucifixo da parede, assim como a Bíblia de cima da mesa.

Caso Battisti

Não vou entrar no mérito da extradição. Se deveria ou não acontecer. O que não pode, em um estado democrático de direito, é um ministro do STF, em atitude isolada, denegar a liberdade concedida por quem de direito. Você é favor? Um dia poderão usar isso contra você.

Reforma da Previdência

Assessor especial, Flávio Koutzi declarou essa semana que o maior desafio de Tarso será fazer a reforma da Previdência. Duvido que consigam mexer com os marajás do Judiciário, do MP e do TCE. Vai sobrar, por certo, para os professores, para os policiais...

Marlon

Neopedestista e suplente, o futuro deputado está com dificuldades até para indicar seus cargos no gabinete. O titular não quer abrir espaço. No PDT é assim: quem não chorou no enterro de Brizola, tem que entrar na fila. E ela é longa...

Nenhum comentário: