jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA DO JORNAL DO POVO

ESCREVI E ASSINO EMBAIXO
Não sei vocês, mas me emocionei assistindo a posse de Dilma. Ali havia dois simbolismos importantes para a nossa jovem democracia. O primeiro e que reputo mais importante, foi o fato de termos, pela primeira vez, uma mulher assumindo o comando do executivo federal. Mulheres que ainda sofrem discriminações e agressões em pleno século XXI, tendo sido necessário, recentemente, a criação de uma lei chamada Maria da Penha, para protegê-las. O segundo, foi o fato de uma ex-guerrilheira e presa política estar tomando posse, sem nenhuma tentativa golpista de impedi-la. O momento que ela passa em revista as tropas é sublime, e retrata por certo, que estamos amadurecendo politicamente, não podendo esquecer, que a partir de ontem, é uma mulher, a chefe suprema das forças armadas, que um dia, a perseguiu.

LULA
O maior presidente de toda a história brasileira deixa-nos um legado político, social e econômico que deverá ser objeto de muitos estudos. Por certo, o seu sucesso, esteve sempre ligado ao fato de gostar e muito de ter sido presidente. E a cena dele, indo ao encontro dos populares, chorando, retrata esse sentimento, que é recíproco.

O GOVERNO DILMA
Sei que será discreto, na acepção própria da palavra. Será também, uma tentativa, de imprimir um modelo de gestão mais eficiente na administração pública. Será bom? Não sei. Dependerá de seu trato com os políticos. Mas torcerei, antes de tudo, que seja ético.

TARSO
Nosso governador é um homem preparado. Um intelectual com uma sólida formação. Criado e formado dentro das tradições marxistas, aprendeu com o tempo, que um bom governo precisa ser flexível e fazer concessões. Deixou isso claro em seu discurso. Veremos, agora, a práxis.

A CASA PRETA
Tomara que seja o primeiro e último factóide do suplente a deputado estadual. Não precisa de uma casa antiecológica para aparecer. Para ser um bom deputado para cachoeira, basta que fique focado. E por favor, que não declare mais publicamente, que estará em POA de terça à quinta. Não pega bem, para quem ganhará mais de vinte mil por mês. Já não é mais guri, para ficar dizendo o que não deve.

UNIMED E PREFEITURA
Muito perigoso para GG, o fim do contrato de prestação de serviços que a UNIMED realiza para o município. Ter que colocar empresas de fora, para fazer um serviço essencial como o saúde, é perigoso e já não deu certo por aqui. Ainda mais se for à empresa que anda sendo ventilada. Pode estar dando início à terceira guerra mundial.

PARABÉNS AO GG
Pagar em dias as contas do HCB faz muito bem a saúde de todos nós. E o seu ato de quitar uma dívida histórica, que não era de seu governo, e que tínhamos com nosso hospital, deve sim ser mencionado e aplaudido.





MICHEL TEMER
Nosso vice-presidente, apelidado, carinhosamente pela oposição, de manequim de funerária, estava radiante e feliz na posse. Mas quem chamou a atenção de todos, foi a sua belíssima esposa, Marcela, 43 anos mais jovem do que ele. Aliás, iniciaram pela internet uma campanha: vai pra casa Temer...

EDUCAÇÃO
É grande a crise no setor educacional cachoeirense. E os índices ruins no IDEB, pioraram ainda mais as coisas. Perseguições políticas e descomprometimento de servidores com FG, são uma constante na secretaria. Abre o olho, GG.

SARTÓRIO
A vitória de Vasconcelos para presidência da câmara, não foi só um ato de oposição a GG, mas também como uma tentativa de retirar de Oscar Sartório, qualquer possibilidade de emplacar o seu sucessor. Há sim, uma ponta de ciúmes pela forma como conduziu a sua austera gestão, que acabou sendo coroada, com a devolução de um milhão de reais para a prefeitura.

YEDA
Em seu discurso de despedida, a ex-governadora, foi infeliz ao dizer que naquele palácio, o Piratini, morou Bento Gonçalves. Aliás, muitos dos presentes, me fizeram ver que errou no tom da sua fala, que mais parecia a de uma síndica de prédio, valorizando excessivamente as reformas do palácio, do que de uma gestora, que até prova em contrário, foi eficiente na condução de nosso executivo. Menos mal que todos aplaudimos, reconhecendo a importância da liturgia do ato e provando a cada dia, que estamos mais maduros, politicamente.

Um comentário:

Anônimo disse...

Mas que puxa saco para cima do Sartório. Tu sabe que na realidade ele devolveu apenas 600 mil os outros 400 mil eram para compra do terreno e reformas no prédio da camara que não foram usados.Então que austeridade é essa. Devolveu menos que o Luciano o ano passado. Nao seja e não apoie a demagogia Mahfus