jmahfus@hotmail.com

sábado, 27 de março de 2010

GREVE NA UERGS

É justa a reivindicação dos professores. E possui um olhar para o todo, pedindo a nomeação dos aprovados nos ultimos concursos. Eu, como professor, no entanto, questiono a posição do SINPRO, que deixou para a última semana, as negociações com o governo, se esquecendo dos prazos eleitorais. Não concordo com a greve. Nesse particular, os únicos prejudicados são os alunos, até porque onde sei, a Casa Civil se comprometeu em nomear os aprovados, enviar o plano de carreira para a Assembléia e abrir novos concursos.

Um comentário:

Anônimo disse...

Falta na UERGS professores como o senhor. Não vou me identificar, mas depois que o senhor assumiu a coordenação muita coisa mudou. Sem Greve. Queremos aulas.