jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

COLUNA DE SEGUNDA NO JP

O caso Beira-rio
POA já perdeu a Copa das Confederações e agora corremos o sério risco de perder os jogos da Copa. Tudo por incompetência e por falta de transparência. E vejam que não estamos falando de entidades públicas, e sim de entidades privadas, como a AG e o SCI, e tendo o procurador-geral de Contas como conselheiro do clube. O caso serve para exemplificarmos que a dita “podridão” não é uma exclusividade dos políticos. Ela está, sim, nos interesses privados, que há muito tempo suplantam os interesses públicos. Ou como explicar que alguém ganhe uma concorrência, que foi pública, sem oferecer garantias? Ou como um clube assina um termo de compromisso com a Fifa dizendo que reformaria seu estádio com recursos próprios e agora pleiteia empréstimos públicos ou a formação de parcerias? Acho que os dirigentes do Internacional precisam declarar publicamente que não têm condições de honrar o que assinaram, até para preservar financeiramente o clube, desistindo de sediar a Copa, para que o RS não perca essa importante competição, como também uma quantidade enorme de recursos privados entrando na nossa economia. Mas volto a dizer: o presente caso é paradigmático no que tange a demonstrar que a falta de senso público e republicano é muito forte em alguns setores privados, que adoram se locupletar do dinheiro público, mas são os primeiros a saírem em defesa da liberdade econômica e da desestatização da economia. Nada como um dia depois do outro.

ACL
A recém-fundada Academia Cachoeirense de Letras deverá anunciar em breve a data da 1ª Feira do Livro Reciclado, de âmbito regional, com patrono e apoiadores de âmbito nacional. Será em 2012.

Fumo
Claro que o fumo é prejudicial à saúde, mas o intenso debate no Fórum do Leitor, com quase 150 comentários no blog e na coluna, imprime uma necessidade de discutirmos, serenamente, alternativas econômicas no processo. Lástima foi a foto de D. Marisa fumando no hospital.

Rádio Caruncho
E nossa cidade entra definitivamente na rede mundial com a sua primeira rádio web de caráter comunitário e com rede nacional. Com programação intensa e diversificada, pretende desacomodar a juventude, ajudando a criar uma nova consciência e uma nova cultura local.

Por que lemos pouco?
Óbvio que é por absoluta falta de políticas públicas. Como uma criança irá gostar de ler se quem a ensina raramente é um apaixonado pela leitura? Duvida? Pergunte o nome de três novos autores da literatura infanto-juvenil.

Conferência da Juventude
Coordenada pelo Ferrony, a gurizada de Cachoeira fez bonito em POA. Sinal de que os tempos estão mudando e a política local que fique em estado de alerta para esse novo fenômeno.

Rotativo pago
Contratar sem licitação as associações me parece ser legal apenas quando não há possibilidade de termos concorrência e principalmente quando a atividade fim for objeto da associação. No caso da Ucab, me parece que faltam esses dois requisitos, principalmente o último. Ou então qualquer associação pode se sentir no direito de reclamar. E você, proteste: ande a pé ou de bicicleta!

JOG
A mídia regional não poupa o deputado federal. De tempos em tempos reacende a discussão do Caso Detran. Corre o risco, no entanto, de cair em descrédito se o STF não acolher a denúncia, até porque mais de 100 mil eleitores e 30 mil cachoeirenses já o absolveram. Ou então, o risco de ter sido a única a ter apostado e vencido.

Álcool
O Congresso Brasileiro de Psiquiatria condenou novamente o incentivo ao consumo de álcool por parte da mídia. Em especial aos jovens. Menos mal que o STF, semana passada, acertadamente configurou o ato de dirigir bêbado como crime. Independente de danos materiais.

Nenhum comentário: