jmahfus@hotmail.com

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

LADO B

Todos nós temos um Lado B. É aquele que geralmente gostamos de esconder ou então é nele que se encontram as preciosidades de uma pessoa. Nos discos de vinil, era ali que se encontravam as melhores canções, os melhores arranjos, mas também eram ali que muitas vezes os músicos depositavam qualquer coisa com o intuito de preencher um espaço.
Há duas semanas atrás escrevi uma coluna dizendo nela que o prefeito eleito deveria se afastar um pouco da imprensa. Ou ao menos não freqüentar as páginas dos jornais com tanta assiduidade, bem como os programas de rádio. Uma certa reserva, nestes momentos em que estamos tão carentes de notícias políticas, sempre é importante. Uma dose de prudência nas manifestações e, principalmente, intercalando as aparições, não lhe fariam mal. Aliás, há um dito popular que diz que o ouro é caro, porque é raro.
Portanto, não procede neste momento sua indignação com a reportagem que lhe atribuiu um certo Lado B em suas promessas futuras e suas ações presentes. Até porque, em um dado momento, parecendo ansiado com o intervalo que separa a eleição da posse, tomou certas atitudes que no meu modesto senso crítico são folclóricas, para não usar um adjetivo mais contundente. Marlon Santos, por exemplo, usou e abusou da mídia, e por mais de uma vez seu Lado B foi exposto, até com uma certa dose de crueldade. Mas é do jogo. A imprensa que te elogia é a mesma que te critica.
Volto a insistir: este é um instante na vida política que o mais correto é anunciar suas futuras ações com muita calma. Uma entrevista coletiva semanal é mais que o suficiente. O prefeito eleito, ainda é apenas um Médico. Só deverá prestar contas de seus atos a partir de janeiro, quando vier a tomar posse do cargo em que foi eleito. Indignar-se com a crítica ou deixar para um assessor responder todos os questionamentos, só lhe trará dissabores. No jornalismo existe uma máxima: notícia é o homem morder o cachorro e não o contrário. Se ele próprio não quiser explicar, explica-se por ele. Escrevi e assino embaixo.

Nenhum comentário: