jmahfus@hotmail.com

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

SEPARAÇÃO


A governadora até poderia ter razão acerca de assuntos da vida privada, se o seu marido ou ex-marido não tivesse ´qualquer participação política. O professor, no entanto, sempre foi um condutor da imagem do governo e da carreira política da mulher. Portanto, torna-se de interesse público o rompimento, pois ele é muito mais que o fim de um relacionamento afetivo. Pode ser o fim de um relacionamento político. Pelo visto e continuando assim, Yeda terminará cercada apenas dos bajuladores de plantão.

Nenhum comentário: